segunda-feira, 10 de junho de 2013

A volta do "Sai de Baixo"!

Todo mundo já deve saber, mas não custa lembrar: amanhã, dia 11/06, será exibido o primeiro de quatro episódios inéditos do programa humorístico “Sai de Baixo”. Para aqueles que, como eu, não perdiam um episódio quando era apresentado aos domingos, depois do Fantástico, é hora de se preparar para reencontrar antigos amigos; para quem acompanha as reprises pelo canal Viva, é a chance de ver uma nova história; para quem nunca assistiu... como assim nunca assistiu?


O programa estreou na Rede Globo em 1996, nas noites de domingo. Os episódios eram gravados em um teatro com plateia, e o show tinha como marca o improviso típico dos palcos e a interação com o público, além de brincadeiras entre os atores e membros da equipe técnica, o que deixava a atração mais espontânea e divertida.

Primeira formação
O cenário é um apartamento no Largo do Arouche, região do centro de São Paulo que já teve seus tempos áureos, mas que atualmente é meio decadente. Aliás, essa mesma definição de bons tempos e decadência se aplica a alguns personagens da trama: Cassandra (Aracy Balabanian), que continua metida a grã-fina, mesmo morando de favor na casa do irmão; Magda (Marisa Orth), a típica gostosa e burra, filha de Cassandra, casada com o espertalhão Caco Antibes (Miguel Falabella), o "príncipe nórdico" que bota banca de gringo ricaço, mas é, no fundo, um pilantra de primeira, que vive dando golpe no coitado do dono da casa; Vavá (Luis Gustavo), o proprietário do apartamento que vive às voltas com ideias mirabolantes para alavancar as vendas de sua agência de viagens. O núcleo conta ainda com a empregada folgada e intrometida (que já foi vivida pela atriz Cláudia Jimenez [Edileuza], entre outras, e agora é interpretada por Márcia Cabrita [Neide]). Tom Cavalcante também já fez parte do elenco, na pele do porteiro meio lesado e safadinho Ribamar.

Já com Márcia Cabrita
Lembro que terminar o fim de semana assistindo ao “Sai de Baixo” era sagrado. Era uma forma de alegrar o finzinho do domingo, naquele momento em que estamos cansados e lembramos que não fizemos nada de bom e que segunda já se aproxima. Lembro também que uns amigos e eu tentamos várias vezes assistir às gravações do programa aqui no Teatro Procópio Ferreira, mas nunca conseguimos.


E, na época, o programa foi mesmo uma febre. Quem não se lembra dos ditados populares totalmente sem pé nem cabeça proferidos pela Magda? E dos erros de português e do uso de palavras em contextos totalmente equivocados? Ou então do mítico "canguru perneta" que rolava entre Magda e Caco? E das frases clássicas de Caco sobre pobres?


O mais legal era mesmo o improviso e as situações engraçadas resultantes. Sempre havia algum ator tentando segurar o riso e retomar o texto. Até os convidados especiais eram alvo das brincadeiras e tinham que lutar para manter a concentração.


Só sei que é o tipo de programa que eu assisto diversas vezes, não importando a quantas reprises já tenha visto. E me divirto toda vez. É bem comum eu estar mudando de canal e parar para assistir a um pedaço de algum episódio. E, claro, quando fiquei sabendo das histórias inéditas, fiquei toda animada.

Foto do 1o dos 4 episódios novos 
Então, para que todos possam se programar, anotem aí: episódios inéditos toda terça, às 20:30, no Canal Viva. Reprises no sábado, às 20:00, e domingo, às 23:30. Não vão perder, hein?!

AQUI dá para ver um trechinho do 1o episódio novo.

3 comentários:

Maura C. Parvatis disse...

É nessas horas que a vontade de ter TV em casa aumenta, não sei o que é assistir televisão há meses e acho que vou continuar sem um aparelho pelos próximos anos.
Lembro de ver meus pais assistindo e até mesmo eu, mas dizer que assistia e gostava não posso porque não lembro mesmo de ver, sabe, rs.
Um dia ainda espero ver alguns episódios, será que tem na Internet?

:*

Michelle disse...

Maura,
Sem TV deve ser difícil, se bem que é bom porque assim dá para focar em outras coisas sem distração.
No YouTube deve ter sim ;)

Bússola do Terror disse...

Eu nem sabia que o programa tinha episódios inéditos!
Legal!