terça-feira, 4 de setembro de 2018

O que rolou... Agosto/2018


Ao contrário do que dizem por aí, agosto passou num piscar de olhos. Observando minhas anotações, me dei conta de que no mês recém-terminado finalizei o curso sobre Hitchcock, vi algumas sessões de curtas do Festival Kinoforum, li 3 livros e assisti a 27 filmes.

Livros

Mais um mês sem preferido, mas com boas leituras.


segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Leia o Livro, Veja o Filme: A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata


LIVRO: A sociedade literária e a torta de casca de batata [Estados Unidos]

Janeiro de 1946. Juliet Ashton é uma escritora londrina em busca de um tema para seu novo trabalho. Um dia, ela recebe uma carta do desconhecido Dawsey Adams, que por acaso havia encontrado seu nome e endereço anotados na primeira página de um livro de Charles Lamb ao selecionar o exemplar para a próxima reunião de seu peculiar clube de leitura, em Guernsey, uma das ilhas britânicas ocupadas pelos nazistas. A história da criação da sociedade literária é tão inusitada que Juliet fica curiosa e passa a se corresponder com Dawsey. A cada troca de cartas, o fascínio de Juliet pela ilha e seus habitantes aumenta mais. É então que ela se dá conta: precisa conhecer aquelas pessoas e aquele pedaço de terra. Animada como não se sentia havia muito tempo, ela arruma as malas e parte numa viagem transformadora.

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Leia o Livro, Veja o Filme: O Colecionador



LIVRO: O colecionador [Inglaterra]

Frederick é um rapaz tímido criado pelos tios. Ele trabalha como funcionário público, e a única coisa que lhe dá prazer na vida é colecionar borboletas. Miranda é uma jovem talentosa que ganha uma bolsa para estudar em uma prestigiada escola de artes em Londres. Eles não têm nada em comum. Ela nem sabe da existência dele. Mas ele segue os passos dela há anos e a cobiça. Ele cria fantasias com ela, mas tudo que pode fazer é continuar a observá-la de longe. Até que, num golpe de sorte, ele ganha na loteria. E o dinheiro, se não permite comprar tudo, pelo menos dá essa impressão. Para Frederick, é hora de realizar um sonho. Para Miranda, o pesadelo tem início.

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Resenha: Mortos entre vivos



Um zumbido constante. Uma dor de cabeça que não cessa. O céu carregado. Um calor anormal. Ratos atacando uns aos outros na calçada. Aparelhos elétricos que não desligam. Sinais de que algo de muito estranho está acontecendo. Cada uma a seu modo, as pessoas tentam amenizar os incômodos. De repente, o zumbido e a dor de cabeça desaparecem. Finalmente todos podiam seguir com suas rotinas. Bem, nem todos.

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

O que rolou... junho e julho/2018


Junho e julho foram meses estranhos, com muitos momentos desanimadores, mas também houve uns eventos bacanas: teve Flipop e Flip, Festival Varilux de Cinema Francês, curso de montagem, de Cinema Noir, sobre Bergman e, no finzinho de julho, comecei o curso sobre Hitchcock. Com tudo isso, ainda consegui ler 4 livros e assistir a 34 filmes!

Livros

Nenhum virou preferido, mas foram boas leituras.

sábado, 18 de agosto de 2018

Chegou em Casa - Junho e Julho/2018

Olás!

Sigo sendo atropelada pelas obrigações do dia a dia. E, quando tenho tempo, não tenho vontade de escrever. Paciência... Vim só postar algumas coisas que chegaram em casa nos dois últimos meses. Teve coisa que ficou de fora, mas estou com preguiça de fuçar na estante e procurar. Vou mostrar só com as fotos que já havia tirado e postado anteriormente em alguma rede social. Esses livros aí abaixo são o saldo da Bienal.

terça-feira, 26 de junho de 2018

Resenha: De mal a pior



Noah é um garoto tímido de 16 anos que faz o que pode para continuar sendo invisível. Tem como único amigo Harry e está apaixonado por Sophie. Mesmo reticente, Noah decide se arriscar e ir à festa de uma colega de classe para tentar se aproximar de seu interesse romântico. Só que o garoto não é lá dos mais sortudos e, em vez de beijar a garota dos seus sonhos, ele acaba beijando... o melhor amigo! E, para piorar, a cena é filmada e a gravação é usada como chantagem. Terrível, não? Mas esse é só o começo de uma série de confusões em que se mete o protagonista.