quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

E já é quase 2016!

Dezembro é sempre o mês mais corrido do ano e, desta vez, está sendo ainda pior.
Todas as postagens especiais de encerramento ficaram só nos planos. Mas tudo bem. Um dia dá certo.
Então decidi passar aqui rapidinho só para dizer que estou viva (embora meio zumbi) e que ano que vem retomo as atualizações.
Quero agradecer a companhia de vocês durante mais este ano, mesmo com todos os altos e baixos, as postagens irregulares, os sumiços involuntários e as falhas em retribuir comentários e visitas. Obrigada mesmo! 
A gente se vê em 2016!


quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Chegou em Casa - Novembro/2015

Olás!

Novembro estava sendo um mês sem muitas novidades, mas aí chegou a Black Friday... Tudo bem que não consegui nada que eu realmente precisava comprar, porque os descontos foram inexistentes, mas, em compensação, os livros fizeram minha alegria. Então vamos a eles!


Todas essas lindezas da foto acima vieram na Amazon BR. O site estava com promoções incríveis a semana toda antes da Black Friday. Aproveitei para comprar quadrinhos e uns outros que estavam bem baratinhos. Sofia aprovou as escolhas!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

O que rolou... Novembro/2015

Oi!

Novembro foi mais um mês produtivo. Finalizei 7 livros, vi 17 filmes, terminei 2 séries e comecei mais uma. Ainda consegui visitar 2 exposições bacanas. Foi corrido, mas valeu a pena!


segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Resenha Dupla: A vida naquela hora/ Duas tardes

Hoje o post é especial e traz resenha de dois livros do escritor paulista João Anzanello Carrascoza: “A vida naquela hora” e “Duas tardes”. Embora os dois livros sejam de contos e apresentem a escrita poética do autor, o tema das duas obras é diferente: enquanto a primeira foca mais nas pequenas descobertas e no crescimento de personagens jovens, a segunda se volta para a melancolia de cenas corriqueiras.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

E o tema é... Cinco biografias/documentários de artistas femininas

Faz tempo que não pinta um post da coluna “E o tema é...” por aqui, né? Adoro fazer listas e seleções, mas ultimamente não estava encontrando nada que valesse a pena, ou, quando encontrava, não tinha tempo para montar o post. Enfim... hoje apresento a vocês as 5 biografias/documentários sobre artistas femininas que vi nos últimos dias. Simbora!

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Resenha: Ainda estou aqui


Já faz 2 semanas que terminei de ler “Ainda estou aqui” e não consigo escrever uma resenha decente. Falando bem superficialmente (afinal, preciso começar por algum lugar), em seu novo livro Marcelo Rubens Paiva mescla memórias particulares com acontecimentos da história pública recente do país em uma narrativa que resgata lembranças de sua infância feliz, tenta entender sua juventude conturbada e procura montar o quebra-cabeça do passado de sua família em busca de pistas que lhe ajudem a trilhar uma nova fase de sua vida.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Resenha: As Intermitências da Morte


Um dia, cansada de ser odiada pelos humanos e disposta a mostrar a eles o quanto são ingratos, a morte decide fazer greve. Estupefatas diante da novidade de não haver mais falecimentos, as pessoas comemoram. Mas a alegria dura pouco. Logo o caos se instala e é constatado que a morte tinha um papel crucial na sociedade. Enquanto o governo tenta controlar os cidadãos e acalmar os empresários dos mais diversos segmentos, a morte reflete, decide negociar e tenta resolver seus próprios problemas existenciais.

sábado, 14 de novembro de 2015

Filme: Magical Girl


O filme começa em uma sala de aula. Uma menina estava passando um bilhetinho enquanto o professor falava e ele percebe. Pede então para a garota ler o bilhete (que falava mal dele) e lhe entregar – só que o papelzinho havia sumido. Corta para uma garota dançando uma música japonesa em frente ao espelho. A garota desmaia. Corta para um homem vendendo livros por quilo, que logo ficamos sabendo que é o pai da criança desmaiada. Ela tem pouco tempo de vida; ele está disposto a fazer o impossível e o impossível para vê-la feliz em seus últimos dias. E assim tem início a trama que eu imaginei que seguiria pelo caminho da superação, mas que me surpreendeu por enveredar por vielas bem mais escuras.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

TAG: Filmes que não queríamos ver, mas amamos!

Quem nunca implicou com um filme mesmo antes de assistir e depois acabou gostando? Ou viu um filme só porque já tinham te indicado mil vezes e você fingia ignorar... e no fim se arrependeu de não ter visto antes? Então. As meninas do Bloco X/Omelete fizeram um vídeo sobre esse tema e eu achei bem bacana. Inspirada no vídeo delas, decidi criar uma tag com o mesmo nome: Filmes que não queríamos ver, mas amamos!


segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Resenha: Pessach - A Travessia


Em “Pessach: A Travessia” acompanhamos o escritor Paulo Simões em uma série de compromissos que ele deveria cumprir no dia de seu 40º aniversário: ir ao escritório para falar com seu editor, visitar a filha no internato, passar pela casa dos pais para o almoço protocolar, aproveitar para dar um pulo na casa da ex-esposa, receber um colega que dizia ter um assunto urgente para tratar. A cada parada, uma surpresa. O dia que parecia ser apenas mais um igual a tantos outros se transforma no início de uma grande mudança.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Leia o Livro, Veja o Filme: Eu Sou a Lenda

O LIVRO: Eu Sou a Lenda

Uma estranha epidemia se espalha rapidamente pelo mundo. Cidades são evacuadas. Os infectados se transformam em criaturas noturnas. Num mundo desolado, Robert Neville é o único ser humano a vagar por ruas vazias atrás de comida e suprimentos, lutando contra a solidão, o medo, a desesperança e os seres que atacam à noite. Cada dia é uma longa batalha pela sobrevivência e pela sanidade mental. Mas será que vale a pena?

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Chegou em Casa - Outubro/2015

Olás!

Outubro foi o mês do meu aniversário, o que significa vários livros novos!


‘Alien’ e ‘Rinha de Gatos’ eu ganhei do meu primo (que conhece bem meus gostos). ‘As pequenas virtudes’ e os marcadores fofos de gatinho foram presentes da Ju, dos Espanadores. ‘Oliver Twist em quadrinhos’ foi um presente indireto da MiH (ela me deu o ‘Johnny Cash em quadrinhos’ – mas eu já tinha e, quando fui trocar, me apaixonei pelo traço dessa adaptação do Dickens). Obrigada, meninas! Vou deixar na prateleira de baixo da estante para ler logo!

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

O que rolou... Outubro/2015

Oi, gente!


Outubro foi um bom mês. Finalizei 9 livros, vi 12 filmes, terminei (e resenhei!) 1 série e vi outra inteirinha. Para alegria geral da nação (ou não), consegui manter postagens razoavelmente regulares e até ressuscitei os posts de tags. Foi ou não foi produtivo?

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Resenha: Frankenstein


Outubro é mês de Halloween. Em vários desafios e clubes de leitura de que participo, o tema foi “terror”. Para o Desafio Skoob, me aventurei a ler Poe em quadrinhos (já postei a resenha aqui); para o Leituras Compartilhadas dos Espanadores, reli “O Médico e o Monstro” (que eu já tinha resenhado aqui da primeira vez que li); para o Leia Mulheres, fiz outra releitura: “Frankenstein”. Esse eu havia lido láááááá na adolescência, uns 20 anos atrás, e, obviamente, não lembrava de muita coisa, só que eu tinha gostado bastante. Felizmente, meu reencontro com o clássico gótico foi uma boa experiência.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

TAG: Filmes vs. Livros


Essa tag deliciosa sobre adaptações de livros para filmes e séries foi respondida pela Gláucia, do canal 'Estante Indiscreta', junto com a Márcia Cogitare e a Camila, do ‘Surtos Literários’. Gostei tanto do vídeo e do assunto que resolvi responder também. Então, “sigam-me os bons!”

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Série: The Whispers


Crianças costumam ter amigos imaginários. Até aí, nenhuma novidade. Exatamente por isso, os pais não parecem se preocupar quando os pequenos se envolvem em um jogo com um novo coleguinha fantasioso: Drill. Porém, Drill é uma força sobrenatural que se comunica apenas com as crianças e as manipula para que façam para ele coisas muito perigosas e que passam longe de brincadeiras infantis. Quando os adultos finalmente prestam atenção, já é tarde. O que é esse Drill? Como fazê-lo parar?

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Resenha: Histórias de Poe


Este volume traz 3 contos do Edgar Allan Poe adaptados para os quadrinhos: em “O Escaravelho de Ouro” temos um homem que encontra um escaravelho muito estranho e se lança em uma caça ao tesouro; em “O Método do Dr. Alcatrão e do Professor Pena” um jovem médico vai a um sanatório particular francês conhecer um revolucionário método de tratamento; e no famosíssimo “A Queda da Casa de Usher” um rapaz vai visitar um amigo doente que mora em uma antiga propriedade decrépita.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Resenha: Mal-Entendido em Moscou


Nicole e André são professores universitários aposentados na casa dos sessenta anos que fazem sua segunda viagem à União Soviética, em meados da década de 60. Lá, encontram a filha do primeiro casamento de André, Macha, que lhes serve de guia. A introdução dessa terceira pessoa na equação termina abalando as convicções e o relacionamento do casal.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Resenha: Sobrevivi para Contar


Durante o ano de 1994, mais de um milhão de pessoas foram mortas em aproximadamente 100 dias em Ruanda numa guerra étnica entre os tútsis (que estavam no controle do país) e os hútus, que não só resolveram tomar o poder como eliminar qualquer vestígio da existência dos tútsis. Enquanto a ONU não se mexia e o resto do mundo fingia não saber o que acontecia em Ruanda, sete mulheres se amontoavam em um banheiro de um metro por um metro e vinte, mal podendo se mexer, sem falar, comendo restos de comida (quando havia) e dependendo inteiramente da bondade do pastor que as escondera ali por 3 meses. Entre essas mulheres estava Immaculée Ilibagiza, uma moça de 22 anos que parecia ter um futuro brilhante à sua frente quando a guerra civil explodiu e tudo começou a desmoronar.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Resenha: As Preces São Imutáveis


“Procura-se alguém que saiba turco”.

É esse anúncio simples que leva a estudante turca Pelin até a casa da senhora Rosella Galante, que fugira para Istambul durante a Segunda Guerra Mundial e que agora, com uma idade avançada e já bem doente, quer encontrar alguém que a ajude a praticar a língua turca para manter viva suas memórias.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Filme: Relacionamento à Francesa


Casal em processo de divórcio amigável entra em conflito quando ambos recebem propostas de trabalho irrecusáveis, mas que os impede de ficar com a guarda dos filhos. Invertendo o esperado, nenhum deles quer ficar com as crianças, e pai e mãe fazem de tudo para ‘empurrar’ os filhos de um para o outro.

domingo, 4 de outubro de 2015

Chegou em Casa - Setembro/2015

Olás!

Em setembro teve uma semana de promoção dos livros do King no Submarino e eu aproveitei para comprar os últimos lançamentos do autor. Ainda achei essa Enciclopédia dos Quadrinhos e esse livro da Margaret Atwood por 9,90. Já que estava botando coisas no carrinho, comprei esse Vasto Mar de Sargaços, que conta a versão da história da esposa presa no sótão, personagem do livro Jane Eyre, da Charlotte Brontë. Tô bem curiosa!


sexta-feira, 2 de outubro de 2015

O que rolou... Setembro/2015

Oi!


Ao contrário do que aconteceu no mês passado, setembro voou! Por causa do feriado, o mês já começou com uma semana a menos e, quando percebi, já tinha acabado. Mas, em geral, foi um bom mês. Consegui manter a média de leitura e de filmes e comecei uma série nova. Só falta agora retomar as postagens. Um dia eu chego lá...

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Resenha: Írisz: as orquídeas


Fugindo da invasão de seu país pela União Soviética, em 1956, a húngara Írisz chega a São Paulo totalmente desnorteada, trazendo consigo a culpa por abandonar a mãe senil, um relacionamento amoroso mal resolvido com o revolucionário Imre, umas poucas palavras em português e uma recomendação para trabalhar no Jardim Botânico da cidade, onde estudará orquídeas, uma planta tão exótica quanto ela mesma.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Leia o Livro, Veja o Filme: O Conto da Aia / A Decadência de Uma Espécie

LIVRO: O Conto da Aia

Num futuro não muito distante, o presidente e todos os membros do congresso dos Estados Unidos foram assassinados e, em meio ao caos, o exército assumiu o comando. Rapidamente a ex-república democrática e terra das oportunidades se transformou em Gilead, uma nação teocrática totalitarista. Estrangeiros e negros foram expulsos do país, a população restante foi dividida em castas com funções muito específicas e aqueles que não tinham utilidade para o regime foram enviados para as colônias penais, terras distantes com altos níveis de radiação. Mesmo na desgraça, sempre há alguns mais desgraçados que outros. Nessa nova sociedade baseada em religião, adivinhem para quem sobrou a pior parte?

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Filme: O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias


O ano é 1970 e a Copa do Mundo do México se aproxima. Nada poderia ser mais empolgante para o pequeno Mauro (Michel Joelsas), garoto de 11 anos apaixonado por futebol. Só que a ansiedade pela estreia da seleção dá lugar a uma espera triste e angustiada por um telefonema dos pais, que são obrigados a ‘sair de férias’ repentinamente, deixando o menino aos cuidados do avô paterno.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Chegou em Casa - Agosto/2015

Olás!

Em agosto teve semana de aniversário da Amazon brasileira e, dentre os vários livros em promoção, os quadrinhos chamaram minha atenção (rimou!). Comprei vários desejados: O Perfura-Neve, Penadinho, Bidu, Bordados, Lucille e, por fim, Exterminador do Futuro (que não é HQ, mas eu adoro). 
P.S.: A gata plus size não comprei na Amazon, mas mandou dizer que aprova a caixa de papelão tamanho G enviada pela loja >.<

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

O que rolou... Agosto/2015

Oi!


Agosto foi um mês estranho. Como acontece com muita gente, também tive a impressão de que o mês passado teve uns 60 dias, e parecia que, mesmo assim, eu não tinha conseguido aproveitar o tempo extra. No entanto, quando fui contabilizar as leituras e filmes para fazer este post, me surpreendi ao notar que atingi a assombrosa marca de 12 leituras em 1 mês! Tudo bem que 3 eram livros que eu já vinha lendo havia algum tempo, mas mesmo assim... um número bem acima do que costumo ler. Os filmes, em compensação, foram bem poucos (e bem medianos). As séries foram completamente ignoradas. Resumindo: foi um mês atípico, mas bom.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Resenha: A Chave de Casa


O tema de julho/agosto do desafio ‘Mulheres e Páginas’ era ‘escritora jovem e contemporânea’ (considerando jovem aquelas com até 40 anos de idade). Todas que eu pensava em ler, acaba descobrindo que, afinal, não eram tão jovens assim. E minha intenção era escolher um livro que já estivesse na minha estante. Depois de uma breve seleção, fiquei com ‘A Chave de Casa’, primeiro romance de Tatiana Salem Levy, uma brasileira de ascendência judia e turca nascida em Portugal. Eu já tinha recebido boas recomendações desse livro e leitura não me decepcionou. Mais que isso: foi uma das minhas preferidas de agosto e me fez virar fã da autora.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Lendo a Ditadura

Olá!


Ultimamente o blog anda meio parado devido aos inúmeros compromissos que se acumulam, mas eu não podia deixar de participar do projeto Lendo a Ditadura, criado pela Paula, do blog Pipa Não Sabe Voar. Ela convidou um pessoal muito bacana para falar principalmente de livros, mas também de filmes e outros meios, que retratem os anos de chumbo no Brasil.

No blog do projeto serão postados links das resenhas escritas e em vídeo que tratem do tema proposto. Afinal, resgatar a própria história e aprender com ela é fundamental.

A Olívia, do Biblioconto, fez um vídeo maravilhoso explicando o projeto e contextualizando o período histórico.


Em breve postarei minha contribuição aqui no blog. Enquanto não chega o momento, separei algumas postagens sobre histórias que fazem referência a esse período, ainda que não como o foco principal:


Fica aqui o convite a todos que quiserem participar ;)

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Resenha: De Repente, nas Profundezas do Bosque


A história de passa em uma aldeia em que não existe animal de nenhum tipo: eles desapareceram há muitos anos, levados por Nehi, o demônio que todas as noites desce com seu manto negro para assombrar os habitantes e mora dentro de uma montanha do bosque proibido. A mata guarda muitos mistérios e perigos: os poucos que se arriscaram a entrar lá, não voltaram. Ou voltaram com a doença do relincho.

sábado, 8 de agosto de 2015

Chegou em Casa - Julho/2015

Oi!

Julho estava sendo um mês de ‘compra zero’, até que, nos últimos dias, o Submarino fez mais uma edição da Black Night. Como sempre, entrei despretensiosamente no site, ‘só para dar uma olhadinha’, e daí... vários livros de culinária por 4,90! Inclusive esse da Nigella! Nem que eu tivesse que parcelar esse valor em 10 vezes, não ia deixar de comprar! Aproveitei o embalo e botei o da Bela Gil no carrinho também (não era 4,90, mas estava mais barato do que normalmente). Fiquei fuçando as promos e achei esse do Faulkner, e os outros três da editora José Olympio por menos de 10,00 cada. Considero todos bons negócios.


sexta-feira, 7 de agosto de 2015

O que rolou... Julho/2015

Oooooooooooooooooooooooolá!

Praticamente zumbi, mas ainda viva, aqui estou de novo! Julho foi um mês corrido (como sempre), porém mais enrolado do que o habitual. Resultado: comecei o mês animada, mas terminei arrastando as leituras, empurrando as séries com a barriga e me entregando aos canais Space e SyFy (os únicos com filmes que meu nível mental conseguia acompanhar). Mas nem tudo foi ruim. Comecei a participar de mais dois clubes de leitura (meu novo vício, depois de desafios) e conheci muita gente bacana. No fim, o saldo foi positivo. Para ver os detalhes de julho, é só clicar no link! :)


segunda-feira, 13 de julho de 2015

Resenha: A Vida em Tons de Cinza


A narradora de “A Vida em Tons de Cinza” é Lina Vilkas, uma adolescente de 15 anos que é inteligente, tem uma habilidade artística incrível e vive com uma família amorosa, mas que vê sua vida perfeita desmoronar quando é arrancada de casa numa madrugada de 1941 e enfiada à força, junto com a mãe e o irmão de 10 anos, em um trem abarrotado que ruma para um lugar distante e desconhecido. É através de seus olhos (e de seus desenhos para o pai levado para outro lugar) que conhecemos os horrores vividos pelos povos bálticos durante a ditadura de Stalin, que dizimou um terço da população da Lituânia, da Letônia e da Estônia.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

TAG: The Shakespeare Tag

Oi, gente!


Faz tempo que não respondo tags, né? E não é por falta de opções bacanas (tenho uma lista de tags que quero responder), mas os dias vão passando, o tempo parece cada vez mais curto, o cansaço domina... e já era. Aproveito que hoje é feriado e que não estou trabalhando (aleluia!) para responder a criativa "The Shakespeare Tag”, criada pela Aline Aimée, e que a Eduarda, do Maquiada na Livraria, respondeu e me indicou (thanks!!). A ideia é escolher livros que tenham a ver com frases de obras famosas do bardo. Mãos à obra!

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Resenha: Eu, Robô


Um jovem jornalista entrevista Susan Calvin, uma famosa robopsicóloga que está prestes a se aposentar após 50 anos de serviço. Essa conversa se estende ao longo de nove capítulos, que são, na verdade, nove contos que podem ser lidos de forma independente, mas que, se lidos na sequência, nos mostram a evolução da robótica e como a humanidade lida com os robôs.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Chegou em Casa - Junho/2015

Oiê!
Chegou o momento “pequenas doses de alegria que vieram morar em casa”.


Em junho, o Submarino fez uma daquelas promoções de livros a R$10,00. Entre as ofertas, havia dois que eu queria: ‘A Chave de Casa’ e ‘Peregrinos’. Botei no carrinho, mas achei que não eram tãããããão necessários e que eu poderia comprar em outra oportunidade. Só que esse pessoal do Sub é sagaz e, no dia seguinte, colocaram uma promoção diferente no ar: vários livros com desconto, selecionados por faixa de preço. Fui lá olhar e dou de cara com ‘O Pedante na Cozinha’, que estava na minha lista de desejados fazia um bom tempo. Fucei mais um pouco e encontrei esse do Baricco, autor que virou minha mais nova obsessão, mais esses dois de contos (gênero que tenho lido bastante ultimamente) e ‘Idiopatia’, que eu já tinha em e-book, mas a versão impressa custava menos de 5 pilas, então valia a pena.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

O que rolou... Junho/2015

Olás!


Como assim já se foi meio ano? Não pode! Tenho um monte de coisa para fazer ainda! [fim do momento de pânico]. Junho seguiu o ritmo dos meses anteriores e teve uma leitura linda, uma empacada e a maioria boa. Achei que não tivesse visto tantos filmes, mas, agora que fui contabilizar, até que não foi ruim. E estou totalmente viciada nos Clássicos Cinemark! Já anotei na agenda os que pretendo ver e já abasteci o armário com guloseimas para levar. Para ler o resto do post, é só clicar no link! :)

terça-feira, 30 de junho de 2015

Resenha: Caixa de Pássaros


Cinco anos depois de um surto inexplicável de assassinatos e suicídios ter começado, há poucos sobreviventes, entre eles Malorie e seus dois filhos pequenos, que estão finalmente prestes a sair de casa depois de todo esse tempo pela primeira vez, movidos pela necessidade e cheios de esperança de encontrar um lugar melhor para viver. Mas a viagem não será fácil, já que terão que fazê-la de olhos vendados!

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Leia o Livro, Veja o Filme: Um Grito de Amor do Centro do Mundo

LIVRO: Um Grito de Amor do Centro do Mundo

Sakutarô e Aki se conhecem na escola. Ele é o típico garoto tímido que gosta de ler; ela é uma garota bonita, inteligente e popular. Ainda que Saku não entendesse muito bem os motivos da aproximação daquela menina, eles passam cada vez mais tempo juntos, se tornam melhores amigos e, quando percebe, ele está apaixonado por ela. Felizmente, é um amor correspondido. Com a inocência da paixão juvenil batendo no peito e um futuro cheio de promessas de felicidade pela frente, eles fazem planos. Mas uma tragédia põe um fim aos sonhos de Saku, e ele agora tenta lidar com isso.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Resenha: Seda


Em meados do século 19, o negócio da seda estava no auge na França. Hervé Joncour é um dos bem-sucedidos comerciantes desse tecido tão belo e delicado, que agora enfrenta uma praga que mata todos os ovos de bicho-da-seda importados do Oriente Médio. A solução é sugerida por Baldabiou, o visionário que introduziu o negócio na região: mandar alguém comprar novos ovos no longínquo e misterioso Japão.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Leia o Livro, Veja o Filme: The Birds/ Os Pássaros

LIVRO: The Birds

Nat Hocken é um ex-veterano de guerra com sequelas físicas que agora trabalha em uma fazenda executando atividades leves. Ele mora com a esposa e dois filhos pequenos em um chalé no terreno de seu empregador. De hábitos solitários e natureza contemplativa, ele está sempre de olho no que acontece ao seu redor, especialmente agora, no outono, quando se entrega à observação dos pássaros que migram para escapar do inverno. Nat sabe que a migração outonal é diferente da que ocorre na primavera; é mais agitada, barulhenta, tensa. Mesmo assim, este ano parece que as aves estão agindo de um jeito estranho...

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Resenha: Turismo para Cegos


Laila é uma jovem artista plástica que descobre que tem uma doença degenerativa que avança rapidamente e a deixará cega. Pierre é o funcionário público que decide abrir mão de tudo para se dedicar 100% a Laila. Uma história de amor singela e comovente – pelo menos é o que dá a entender à primeira vista. Mas nada em “Turismo para Cegos” é o que parece ser.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Leia o Livro, Veja o Filme: The System of Professor Tarr and Doctor Fether / Refúgio do Medo

CONTO: The System of Professor Tarr and Doctor Fether

A história se passa no século 19, e é narrada pelo jovem médico que, tendo ouvido muito a respeito do Maison de Sante, um manicômio particular que abrigava pessoas de famílias abastadas e utilizava métodos de tratamento alternativos, decide ir conhecer a instituição. Ao chegar lá, por indicação, é recebido pelo próprio superintendente do local, Monsieur Maillard. Espantado pela aparente calmaria e normalidade do lugar, o visitante é logo advertido pelo administrador: “Não acredite em nada que ouvir, e só em metade do que vir”.

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Resenha: Terra Sonâmbula


O velho Tuahir e o jovem Muidinga caminham sem destino certo por paisagens devastadas pela guerra. A única certeza que têm é que não podem parar, pois se tornariam alvos fáceis dos bandos que aterrorizam e exploram sobreviventes que já vivem com medo e nada têm a oferecer. A esperança de encontrar algo melhor mais adiante e a força inexplicável para continuar vivendo servem de combustível para seus corpos magros, frágeis e cheios de marcas. Em meio a toda a desolação, eles encontram abrigo em um ônibus abandonado e parcialmente queimado, e alívio para suas almas tristes nas aventuras registradas em cadernos por um certo garoto chamado Kindzu.

terça-feira, 2 de junho de 2015

Chegou em Casa - Maio/2015

Ois!

Como vocês estão?
Lembram que na coluna ‘Chegou em Casa’ de abril só tinha 1 foto e que eu disse que estava esperando a chegada de outras aquisições? Pois é... elas chegaram em maio e, portanto, a estante está cheia de novidades.

O primeiro a desembarcar aqui em casa foi esse livro ma-ra-vi-lho-so do Hitchcock que eu namorava havia tempos. Aproveitei uma promoção da Livraria da Travessa e agora tenho um exemplar para chamar de meu. O DVD do Lovecraft eu comprei no evento de lançamento, que rolou na Livraria Cultura e foi muito bacana. Saí de lá doida para assistir aos filmes e ao documentário e para ler outras obras do autor.


segunda-feira, 1 de junho de 2015

O que rolou... Maio/2015

Oi, gente!


Maio foi mais um mês de correria, mas até que bem produtivo. Consegui ler bastante (embora alguns livros eu já estivesse lendo desde o mês anterior), e também assisti a vários filmes que estavam na minha lista fazia tempo. No geral, não tenho do que reclamar. Para ver os detalhes, é só clicar no link! :)

terça-feira, 26 de maio de 2015

Resenha: Bom Dia Camaradas


O narrador de “Bom dia camaradas” é um garoto angolano de Luanda que, em meio a brincadeiras e aulas, nos apresenta o panorama do país nos anos 90. Ao optar por não batizar seu protagonista e não datar precisamente os fatos, Ondjaki amplia consideravelmente a identificação do leitor com os acontecimentos daquele país distante, mas que guarda mais semelhanças com o nosso do que podemos imaginar à primeira vista.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Leia o Livro, Veja o Filme: Mulherzinhas / Adoráveis Mulheres

LIVRO: Mulherzinhas

"Adoráveis Mulheres”, o filme dos anos 90 baseado na saga da família March, é um clássico da Sessão da Tarde (ou pelo menos era, na minha adolescência) e sempre ocupou um lugar especial no meu coração. Obviamente, só fui saber do livro quando já era adulta, e apenas este ano descobri que a história é uma série ("Mulherzinhas” (Little Women), “Mulherzinhas Crescem/Boas Esposas" (Good Wives), “Um Colégio Diferente/Homenzinhos" (Little Men) e "A Rapaziada de Jo" (Jo’s Boys)). Decidi ler o primeiro livro há alguns meses e até propus uma leitura compartilhada (que eu, vergonhosamente, não consegui completar no prazo...rs). Enfim, agora terminei de ler e vim falar pra vocês o que achei da história.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Resenha: La Loca de la Casa


“A Louca da Casa” é um livro difícil de classificar. A autora mistura autobiografia com histórias de escritores famosos e reflete sobre a escrita, o papel da literatura e o poder da imaginação. Com a habilidade de uma artesã, Rosa Montero vai costurando suas memórias com fatos inusitados sobre autores e suas obras, tecendo hipóteses, fazendo comentários, e o resultado é um livro envolvente. Como se estivéssemos diante de uma velha amiga que vai misturando assuntos conforme vai se lembrando deles.