segunda-feira, 2 de novembro de 2015

O que rolou... Outubro/2015

Oi, gente!


Outubro foi um bom mês. Finalizei 9 livros, vi 12 filmes, terminei (e resenhei!) 1 série e vi outra inteirinha. Para alegria geral da nação (ou não), consegui manter postagens razoavelmente regulares e até ressuscitei os posts de tags. Foi ou não foi produtivo?

Livros

Em outubro, finalizei 9 livros. Estou com 5 leituras em curso: ‘O Crime do Padre Amaro’ (leitura de metrô), ‘Góticos – Contos Clássicos’ (o livro de contos do lote), ‘Dance of Days’ (livro sobre o início do punk nos EUA), ‘Os Amores Difíceis’ (livro de novembro do Leituras Compartilhadas dos Espanadores) e ‘Ainda Estou Aqui’ (leitura de novembro do Clube de Leitura Cia Ilimitada). Os três primeiros eu já estava lendo no mês anterior e não tenho data para terminar; os dois últimos são leituras iniciadas recentemente e que pretendo acabar ainda em novembro.



- As Preces São Imutáveis (Dualar Kalicidir) [peguei para ler porque queria algo curto, para ler em 1 dia – foi apaixonante]
- Mal-Entendido em Moscou (Simone de Beauvoir) [lido para o Leia Mulheres em Itapetininga – bem bacana]
- O Médico e o Monstro (Robert LouisStevenson) [relido para o Leituras Compartilhadas dos Espanadores – um livro incrível; uma discussão maravilhosa]
- Histórias de Poe (Denise Despeyroux/Miquel Serratosa) [minha escolha para o Desafio Literário Skoob – Terror; foi uma boa experiência ler Poe em quadrinhos]
- Frankenstein (Mary Shelley) [releitura para o clube Leia Mulheres – já gostava antes e agora gosto mais ainda]
- Pessach: A Travessia (Carlos Heitor Cony) [leitura para o projeto Lendo a Ditadura – em breve tem resenha]
- Eu Sou a Lenda (Richard Matheson) [leitura totalmente ao acaso e que me ganhou nas primeiras linhas – sensacional; logo tem resenha e comparação com os filmes]
- As Intermitências da Morte (José Saramago) [estava com uns dias sobrando, então já adiantei a leitura do Desafio Skoob de novembro: personagens que lidam com a morte]

Filmes

Em outubro vi 12 filmes, um número razoável. Meus favoritos: Desconstruindo Harry, Pontypool, Mesmo Se Nada Der Certo e Eu Sou a Lenda.


- Desconstruindo Harry (Um dos grandes filmes do Woody Allen. Pode parecer mais do mesmo se compararmos com o que ele fez depois, mas esse foi um dos originais.)
- Lucy (Achei bem bacana. E tem uma das cenas de perseguição mais incríveis que já vi.)
- Pontypool (Dica da Lulu (tks!) – Uma epidemia que se espalha pelas palavras. Interessante.)
- Histeria (Baixei esse filme faz tempo, só porque tem a Maggie Gyllenhaal no elenco (adoro os irmãos Gyllenhaal!), e adorei o filme que mostra o contexto em que o vibrador foi inventado. Recomendo, viu?)
- Fome (Mais um que assisti porque tem um ator que admiro (Michael Fassbender) e foi uma ótima surpresa. É meio parado no começo, mas isso ajuda a dar a ideia de sufocamento. A conversa entre Fassbender e o padre é o ponto alto do filme, bem como o trabalho físico assustador do protagonista, que exibe a degradação de corpo e mente de um prisioneiro que faz greve de fome..
- Mesmo se Nada Der Certo (Sim, eu às vezes escolho filmes pelos atores. Neste caso, foi pela Keira Knightley (me julguem, mas sou fã mesmo). Um filme maravilhoso para quem ama música. E, embora tenha ameaçado terminar de um jeito óbvio e sem graça, felizmente surpreendeu ao não partir para o desfecho esperado.)
- A Colina Escarlate (Este escolhi por uma combinação que parecia perfeita: Guillermo Del Toro + Mia Wasikowska + Jessica Chastain + casarão macabro. Começou muito bem, mas o final foi bobo. A casa em si podia ter sido mais bem explorada. O visual, no entanto, é lindo e irretocável.)
- O Conto dos Contos (O trailer desse filme mostrava Salma Hayek devorando um coração gigantesco. O tema era contos de fadas. Parecia sombrio. Achei que viraria favorito, mas foi só um bom passatempo.)
- Tubarão (É, sempre tem filme de tubarão nas minhas listas... hahaha. Desta vez, fui ver o clássico dos clássicos no cinema. Alguns personagens têm umas atitudes tão imbecis que me irritam, mas relevo tudo. Gosto e pronto.)
- Mortos que Matam (A primeira adaptação do livro “Eu sou a lenda”. O mito Vincent Price no papel principal. Tinha tudo para ser inesquecível, mas o tom do filme me incomodou – ainda mais porque eu ainda estava extasiada, sob o efeito do livro maravilhoso. Pretendo falar mais das adaptações em breve.)
- A Última Esperança da Terra (Segunda adaptação de “Eu sou a lenda”. O filme mais estranho. Por enquanto, é só o que vou falar).
- Eu Sou a Lenda (O único que eu tinha visto antes do livro. Gostava antes e agora gosto ainda mais – apesar de ser bem diferente do texto.)

Séries

Terminei ‘The Whispers’ e publiquei a resenha. Também vi ‘Narcos’ e gostei bastante. Estou vendo ‘Mr. Robot’ e a segunda temporada de ‘Penny Dreadful’ (que estou achando melhor ainda do que a primeira).

Tags
Em outubro, respondi à Tag Filmes vs Livros  - quem não gosta de comparar, não é mesmo?

E vocês, o que contam sobre outubro?
Beijo e até +!

3 comentários:

Claudia Oliveira disse...

Gostou do livro do José Saramago? é um dos meus livros preferidos dele. :)

Michelle disse...

Claudia,
Até a metade, estava achando só OK, mas o final me arrebatou. Devo resenhar e algum momento este mês ;)

A Mulher que Ama Livros disse...

O final também fez o mesmo comigo. :)