terça-feira, 20 de outubro de 2015

Resenha: Histórias de Poe


Este volume traz 3 contos do Edgar Allan Poe adaptados para os quadrinhos: em “O Escaravelho de Ouro” temos um homem que encontra um escaravelho muito estranho e se lança em uma caça ao tesouro; em “O Método do Dr. Alcatrão e do Professor Pena” um jovem médico vai a um sanatório particular francês conhecer um revolucionário método de tratamento; e no famosíssimo “A Queda da Casa de Usher” um rapaz vai visitar um amigo doente que mora em uma antiga propriedade decrépita.

Quem acompanha minhas postagens no blog já deve ter percebido que sou fã de terror, e que Poe ocupa um cantinho especial em meu coração. Pois bem. Este ano, às vésperas do lançamento do filme inspirado no segundo conto desta coletânea, descobri a existência desse livro lindo que traduz em imagens o universo assustador do escritor americano e fiquei louca para conferir. Não consegui o livro antes da resenha do filme, mas agora finalmente faço essa complementação.

Mas vamos na ordem. “O Escaravelho de Ouro” é o conto menos sombrio do Poe que já li. Ele deixa um pouco de lado o sobrenatural e cria uma história que pende mais para a aventura, com direito a mapas criptografados, piratas e tesouros enterrados. É também o conto que menos perde na adaptação para os quadrinhos, já que não havia tanto suspense no texto.

O Escaravelho de Ouro

Sobre “O Método do Dr. Alcatrão e do Professor Pena” não vou falar muito, já que fiz resenha do conto e do filme. Em geral, a adaptação consegue transpor com sucesso a história para os quadrinhos, mas há uma perda da tensão crescente que temos nos outros formatos, comprometendo o impacto da revelação final.

O Método do Dr. Alcatrão e do Professor Pena

“A Queda da Casa de Usher”, no entanto, é a história que mais sofre nessa transposição, já que a força das descrições macabras do Poe, que é a principal característica da trama, é diluída nas imagens. Não que as ilustrações sejam ruins; não é nada disso. Mas na disputa entre a imaginação e o desenho, a primeira leva a melhor. Além disso, a casa em si tem papel crucial na história e, aqui, é relegada a coadjuvante.

A Queda da Casa de Usher

Embora eu ainda prefira o texto aos quadrinhos, gostei muito da experiência de revisitar histórias conhecidas em um novo formato. Achei os traços lindos e delicados, o que me causou certa surpresa quando abri o livro pela primeira vez – com base no meu conhecimento da escrita do autor e na capa, que passa uma ideia mais sinistra. No entanto, foi uma boa surpresa.

Indico para fãs de quadrinhos, de terror e do Poe.

Este post faz parte do Desafio Literário Skoob 2015 - Mês de Outubro: Terror. Para ver a apresentação do desafio, minha lista de obras selecionadas e outros posts do DLSkoob2015, clique AQUI.

**************************************** 
Mais Poe no blog:


2 comentários:

Ana Leonilia disse...

Eu li apenas "Histórias de Crimes e Mistérios", do Poe na época da escola.
A sala ficou super agitada com os contos e todo mundo queria discutir as impressões do livro. Ainda hoje lembro do "Gato Preto". rsrs

Ler em HQ deve ser uma experiência legal; mas também prefiro o texto tradicional.

Bjs ;)

Michelle disse...

Ana,
Imagino a agitação da turma...rs
Eu gosto de ver textos adaptados para outros formatos, mas o livro quase sempre ganha.