sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Exposição: 2a Bienal Internacional de Grafite


Aproveitei o Carnaval para ir à 2a Bienal de Grafite, no MuBE, aqui em São Paulo. Contando com a participação de artistas nacionais e estrangeiros, o propósito da exposição é apresentar ao público as mais diversas formas de arte urbana. Tinha de tudo: painéis, esculturas, instalações, telas e até dois carros servindo de suporte para a arte.



As obras estavam distribuídas não apenas dentro do museu, mas também pelo jardim. Uma das minhas favoritas foi esta aqui:


Também gostei muito da oca modernizada e dos índios urbanos.


No entanto, achei falta de um destaque maior às informações dos artistas e de suas obras.


Além dos grafites, também é possível passear pela Feirinha de Antiguidades (aos domingos) e dar uma passadinha no MIS (Museu da Imagem e do Som), que fica ali ao lado.

Um ótimo passeio!

Vídeo exibido no Metrópolis em 18/01/2013:

Serviço:
2a Bienal Internacional Graffiti Fine Art
MuBE – Museu Brasileiro da Escultura
Período da Exposição: de 22 de janeiro a 17 de fevereiro de 2013
Entrada gratuita
Endereço: Av. Europa, 218
Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 10:00 às 19:00
Informações: 11 2594-2601, mube@mube.art.br/ www.mube.art.br

2 comentários:

Alma do meu sonho disse...

Olá, Michelle!
Adoro graffiti, gostaria muito de poder ver mais, mas aqui na macro roça iluminada que moro não tem nada nem de longe parecido, enfim...
E quanto ao seu comentário lá no Alma do meu sonho estou louca pra ler O Sol é para todos, tenho só ouvido e lido coisas boas acerca dele, difícil não gostar! ;oD
E quanto ao Cotoco, o mal estar que senti com relação ao Pike e ao Cotoco, foi com relação cena de assédio com o canivete, achei mega forte, mas é bem uma questão pessoal, probleminhas que tenho com certas coisas... Mas Rambo e Eva, passou mesmo da medida, achei totalmente desnecessário. Mas curti muito o livro e quero mesmo ver o filme, vou ficar a espera do seu link, acho que o filme poderá ser muito divertido. Espero que saia mesmo a continuação do livro. ;oD

Xerinhos
Paty

Michelle disse...

Oi, Patrícia!
Eu imaginei que fosse isso. É uma cena forte, mas acho provável esse tipo de coisa em internatos só de meninos tentando marcar território. O lance da Eva e do Rambo foi o mais pesado para mim. Mas o legal do livro é que o autor não fantasia as coisas, é bem direto na abordagem dos problemas dos garotos, né?
Pode deixar que depois passo lá para compartilhar o link.
bjo