sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Exposição: 2a Bienal Internacional de Grafite


Aproveitei o Carnaval para ir à 2a Bienal de Grafite, no MuBE, aqui em São Paulo. Contando com a participação de artistas nacionais e estrangeiros, o propósito da exposição é apresentar ao público as mais diversas formas de arte urbana. Tinha de tudo: painéis, esculturas, instalações, telas e até dois carros servindo de suporte para a arte.



As obras estavam distribuídas não apenas dentro do museu, mas também pelo jardim. Uma das minhas favoritas foi esta aqui:


Também gostei muito da oca modernizada e dos índios urbanos.


No entanto, achei falta de um destaque maior às informações dos artistas e de suas obras.


Além dos grafites, também é possível passear pela Feirinha de Antiguidades (aos domingos) e dar uma passadinha no MIS (Museu da Imagem e do Som), que fica ali ao lado.

Um ótimo passeio!

Vídeo exibido no Metrópolis em 18/01/2013:

Serviço:
2a Bienal Internacional Graffiti Fine Art
MuBE – Museu Brasileiro da Escultura
Período da Exposição: de 22 de janeiro a 17 de fevereiro de 2013
Entrada gratuita
Endereço: Av. Europa, 218
Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 10:00 às 19:00
Informações: 11 2594-2601, mube@mube.art.br/ www.mube.art.br

2 comentários:

Patrícia Di Carlo disse...

Olá, Michelle!
Adoro graffiti, gostaria muito de poder ver mais, mas aqui na macro roça iluminada que moro não tem nada nem de longe parecido, enfim...
E quanto ao seu comentário lá no Alma do meu sonho estou louca pra ler O Sol é para todos, tenho só ouvido e lido coisas boas acerca dele, difícil não gostar! ;oD
E quanto ao Cotoco, o mal estar que senti com relação ao Pike e ao Cotoco, foi com relação cena de assédio com o canivete, achei mega forte, mas é bem uma questão pessoal, probleminhas que tenho com certas coisas... Mas Rambo e Eva, passou mesmo da medida, achei totalmente desnecessário. Mas curti muito o livro e quero mesmo ver o filme, vou ficar a espera do seu link, acho que o filme poderá ser muito divertido. Espero que saia mesmo a continuação do livro. ;oD

Xerinhos
Paty

Michelle disse...

Oi, Patrícia!
Eu imaginei que fosse isso. É uma cena forte, mas acho provável esse tipo de coisa em internatos só de meninos tentando marcar território. O lance da Eva e do Rambo foi o mais pesado para mim. Mas o legal do livro é que o autor não fantasia as coisas, é bem direto na abordagem dos problemas dos garotos, né?
Pode deixar que depois passo lá para compartilhar o link.
bjo