sexta-feira, 13 de setembro de 2013

TAG: Hambúrguer Literário

Oi, gentes!

Hoje eu vou responder uma tag muito criativa que vi lá no blog Viajando na Estante. A Karen, dona do blog, viu a brincadeira em alguns sites gringos e adaptou para o português, criando a tag ‘Hambúrguer Literário’. O esquema é simples: montar um delicioso lanche com livros lidos ou que se deseja ler. Eu separei com cuidado meus ingredientes e o resultado está aí embaixo.



1. O primeiro item de um hambúrguer é o pão, ou, neste caso, um livro que faça parte de uma série amada.

Como vocês devem saber, eu não sou fã de séries, então nem precisei pensar muito para escolher “Millennium” como base do sanduíche, já que é a única série que li inteira e adorei.


2. Depois do pão, vem o ingrediente principal do hambúrguer: a carne, que deve ser um livro já lido e apreciado, com mais de 400 páginas.

Eu não costumo ler 'tijolos'. Tenho um sério problema com livros grossos e fico adiando a leitura infinitamente. Mas dei uma vasculhada na estante e encontrei um lido há muuuuuito tempo e que gostei bastante: “Heavier than heaven – Mais pesado que o céu”, a biografia do Kurt Cobain.


3. Os próximos ingredientes são 1 fatia de queijo e 1 folha de alface, ou seja, 2 livros finos (menos de 200 páginas) - um que tenha lido e gostado e um que ainda pretende ler.

Tenho muita dificuldade para responder tags de livros lidos que requeiram o livro físico, já que geralmente leio e troco meus livros. Fico somente com uns poucos que fazem parte de coleção ou que são realmente especiais. Mas voltando aos ingredientes, meu queijo (lido e amado) é “Carrie, a Estranha”, que eu finalmente consegui ler este ano. Para fazer as vezes da alface, fico com "Os livros que devoraram meu pai", um livrinho fino que estou louca para ler desde que vi o post do Rafael Kalebe lá no Espanadores.


4. Outro ingrediente essencial é o tomate, uma fatia bem cortada. Aqui devemos escolher um livro que tenha entre 200 e 400 páginas e que tenha sido lido e adorado ou odiado.

Como eu disse, é difícil eu ficar com um livro depois de lido, mas esse não é meu, então ainda mora aqui em casa. Meu tomate, sem dúvida, é o “Admirável mundo novo”, um livro incrível que protelei anos para ler e até agora não me conformo por ter demorado tanto para conhecer essa beleza.


5. Para dar um toque especial, o molho, isto é, um livro lido que você achou que ia adorar e odiou, ou um livro que achou que fosse odiar e amou.

Esse foi difícil. O livro que mais me decepcionou eu já troquei faz tempo (para quem ficou curioso, o livro é este aqui). Entre os títulos que tenho em casa e poderiam se encaixar nesta categoria, selecionei “Navegações e Regressos”, do Pablo Neruda. Tenho muita dificuldade com poesia e evito ler esse tipo de livro. No entanto, no ano passado, li esse para o Desafio Literário e me surpreendi positivamente. Descobri que poesia pode ser sobre coisas simples e, ainda por cima, pode ser bem divertida.


6. Por fim, é hora de colocar outra fatia de pão e terminar a montagem do lanche. Então temos que escolher o livro de uma série cujo lançamento dos últimos livros gere certo temor.

De novo: eu não tenho muita paciência com séries, mas vez ou outra cismo que preciso ler alguma. Fiquei toda empolgada quando lançaram a série "Os instrumentos mortais" e aproveitei para comprar os 3 primeiros volumes em uma promo, achando que seria só isso. Infelizmente, descobri que ainda há outros três e perdi totalmente a vontade de ler essa história.


E está pronto meu hambúrguer literário!


E aí, curtiram?
Como seria o sanduíche de vocês?

Beijo e até+!

9 comentários:

Sarah disse...

Que legal essa tag Mi, criativo mesmo! Nem sei como seria meu sanduíche, acho que teria uns mil andares hahhahah!! Mas vamos lá:

Para o primeiro pão eu iria de Senhor dos Anéis. Para a carne pensei em A Viagem do Theo, um tijolo que adorei. Para o queijo, Coraline. Para o alface, Garota Interrompida. Para o tomate vou de Admirável Mundo Novo como vc. Para o molho, tenho o Comer Rezar Amar (achei que fosse adorar e odiei) e Zoo de Varsóvia (achei que não fosse gostar tanto e me surpreendeu). E para o segundo pão, Brumas de Avalon!

Agora, 2 observações sobre os tijolos: 1) essa biografia do Cobain é legal? 2) acredita que até agora não terminei o Kevin? faltam menos de 30 pags e não consigo acabar... são quase 500 e já estou com a resenha toda na cabeça, não vejo a hora de terminar! :)

Taciele Morais disse...

Oi, Mi!
Adorei a tag, achei muito bacana fazer esse hambúrguer literário e o mais importante: adorei os livros que você escolheu! Tanta coisa que eu quero ler desde a idade da pedra, mas que até hoje por algun$ motivo$ ainda não li haha

A trilogia Millennium é incrível! Juro que quando comecei a ler, não esperava que fosse gostar tanto. É sensacional! E "Os homens..." é o meu favorito dos três, embora eu ache o terceiro o melhor. Ok, acho saiu um pouco confuso rs.
Poxa, Mais pesado que o céu! Nossa, nem sei mais quando tempo faz que eu quero ler essa biografia do Kurt, essa minha vontade vem desde a época em que eu curtia Nirvana, quando era bem mais novinha. Nossa, que saudade que me deu quando vi a foto do livro.
E o Pablo Neruda é um lindo! ♥

Apaixonada por seu hambúrguer, Mi! Adorei suas escolhas.
Bjos =D

Karen Costa disse...

Essa tag é bem criativa mesma, que bom que gostou! Adorei que você respondeu ela em seu blog também :)
Eu nunca li nenhum dos livros do seu hambúrguer, só Cidade dos Ossos, que eu adoro! rsrs
E já eu, adorei que a série não terminou no terceiro livro.
Olha, o terceiro tem uma certa finalização, dá para você ''fingir'' que não tem outros e ler os 3 primeiros! kkk
Beijos!

Karen Costa
@ViajandoEstante
http://viajandonaestante.blogspot.com.br/

Rogério Marques disse...

Olá! Interessente brincadeira!
Infelizmente acabei de almoçar, mas voltarei em breve para criar meu hamburguer com o carinho e atenção literário que ele merece. No mais, estou com minha leitura de Admirável Mundo Novo atrasada. Comecei a ler meses atrás e fui obrigado a interromper a leitura.

Até a próxima! e apareça no meu espaço mais vezes!

Pipa disse...

Adorei a ideia do Hambúrguer literário! :) Vou pensar qual seria o meu.

abraço,

Pipa

Ana Caroline Lima disse...

Tenho os dois primeiros livros da série da Cassandra e fiquei com muita raiva que os meus vieram em formato econômico, mas tudo bem!
http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

Michelle disse...

Sarah,
Bem gostoso esse seu hambúrguer, hein? Quero um pedaço!
Respondendo suas perguntas: 1) Eu gostei bastante da biografia. Não era muito fã do Nirvana na época em que a banda existia, mas gostei de saber um pouco mais sobre o Kurt. 2) Hahaha... eu também faço isso às vezes. Já imagino toda a resenha antes de terminar o livro. Tô louca para ler esse.

Taci,
Nem me fale dos livros que quero ler há décadas. Às vezes é a falta de grana que impede, outras é pura falta de tempo.
Entendi o que você quis dizer. Eu amei esse série. Lisbeth é a melhor protagonista feminina de todos os tempos!
Eu só me lembro que comprei essa bio em uma Bienal, no lançamento. Provavelmente paguei bem caro, mas na época eu não tinha contas para pagar, então nem pensava muito no preço das coisas. É bem legal, viu?
Que bom que gostou ;)

Karen,
Obrigada por ter feito a adaptação da tag para o português. Ficou bem bacana. E acho que vou mesmo "fingir" que a série tem só 3 livros. Seis é demais para mim.

Rogério,
Quando puder, termine o Admirável Mundo Novo. É sensacional.
E depois quero saber como seria seu hambúrguer.

Pipa,
Legal mesmo. Faça também!

Ana Caroline,
Eu vi muita gente reclamando que não foi avisada do formato. Sacanagem isso. Felizmente, comprei os meus antes dessa confusão. Mas espero que as lojas tomem vergonha e deixem claro o que estão vendendo.

Bruxa do 203 disse...

Quero muuuito ler Admirável Mundo Novo!! Do Pablo Neruda eu amo Confesso que Vivi.

Michelle disse...

Bruxa,
Admirável Mundo Novo é sensacional. Leia o quanto antes! Esse foi meu primeiro Neruda e gostei :)