quarta-feira, 11 de julho de 2012

100 Anos de Nelson Rodrigues: Ocupação / A Falecida


Este ano comemoramos o centenário do nascimento de um dos mais importantes dramaturgos nacionais: Nelson Rodrigues (23/08/1912 – 21/12/1980). Amado por uns e odiado por muitos por suas frases provocativas e histórias que expõem sem pudores o lado mais perverso dos seres humanos, o escritor possui uma vasta coleção de peças, romances, contos e crônicas, e inúmeros filmes foram produzidos com base em seus textos.

Diversos eventos comemorativos estão sendo realizados. Quem estiver em São Paulo pode aproveitar para dar uma passadinha no Itaú Cultural e visitar a Ocupação Nelson Rodrigues. A exposição conta com fotos, vídeos e frases no mestre com uma abordagem mais familiar, já que a curadoria e cocuradoria ficaram a cargo de sua filha e de sua neta, respectivamente.

Para quem não puder visitar a exposição ou para aqueles que querem conhecer um pouco mais da vida do autor, é só acessar o hotsite. Um monte de vídeos, com convidados falando sobre o homenageado, fazendo leitura dramática, abordando sua paixão por futebol etc.

Além disso, há também duas peças de Nelson Rodrigues em cartaz na FIESP: A Falecida e Boca de Ouro

No sábado passado fui à exposição no Itaú e assisti à encenação de A Falecida na FIESP. A peça conta a história de Zulmira (interpretada por Maria Luiza Mendonça), casada com Tuninho, torcedor fanático do Vasco da Gama que atualmente está desempregado. Um dia, Zulmira vai à cartomante e a única coisa que a vidente lhe diz é “Cuidado com a loira”. Altamente paranoica, Zulmira cisma que a tal loira só pode ser sua prima, Glorinha, que vive lhe virando a cara e que é tida por muitos como a moça mais séria do Rio de Janeiro. A loucura de Zulmira é tanta que ela acaba por encomendar seu próprio enterro, com o objetivo de ser lembrada por todos os moradores cariocas como a morta com o funeral mais bonito já realizado. No desenrolar da história, segredos vêm a tona e descobrimos a origem da tragédia que se abateu sobre o casamento de Zulmira e Tuninho.

A peça tem um cenário inusitado, com arquibancadas de um estádio de futebol e objetos imaginários. A narração é feita por um ator sentado à máquina de escrever no canto do palco e que vai contando a história como se estivesse sendo escrita naquele momento. Apesar de ser uma tragédia, a peça tem muitos momentos engraçados, causados, principalmente, pelas paranoias de Zulmira. Vale muito a pena!

Serviço:
De 21 de junho a 21 de julho
Terça a sexta: das 9:00 às 20:00
Sábado, domingo e feriado: das 11:00 às 20:00 
Todas as idades
Grátis
Para outras informações, acessem o site do Itaú Cultural

A Falecida
De 06 de julho a 02 de setembro: interpretada por Maria Luiza Mendonça
De 08 de setembro a 02 de dezembro: interpretada por Lucélia Santos 

Boca de Ouro
De 29 de junho a 25 de novembro: interpretado por Marco Ricca

O horário das peças varia, dependendo do mês. Em alguns dias a entrada é gratuita, em outros custa R$10,00. Acesse o site e confira as informações da data desejada: A Falecida / Boca de Ouro

6 comentários:

lualimaverde disse...

Que bacana, Michelle! Eu tenho uma relação de amor e ódio com Nelson Rodrigues, lembro que li quase todas as peças dele quando eu tinha 18 anos. Adoraria ver a montagem de alguma, mas nunca tive oportunidade. Aliás, quando eu for em São Paulo tenho que me programar para ir ao teatro, pois nunca dá tempo! Beijinho! =)

andreia inoue disse...

Ola Michelle,domingo passamos perto do Itau cultural,pena que nao deu para entrar.
Mas agora,depois do seu post,vou aproveitar um sabado para conhecer a exposicao e para assistir a peça teatral no Fiesp,valeu a dica,nao estava sabendo que estava tendo essas duas peças lá.
beijao.

Karla disse...

Adorei o "Amado por uns e odiado por muitos"...rs
Não sei se foi trauma, mas eu sou uma das odiadoras. Anjo Negro me deu até tontura.
Mesmo assim, não tiro o mérito do autor, acho que tudo o que ele fez contribuiu para a arte brasileira.

Raíssa disse...

Ai, passei na frente do Itaú cultural e vi essa exposição! Mas fiquei interessada mesmo em ver a peça! Já tá pra sair de cartaz, né? Preciso ver logo... :/

Amei o post, ótimas dicas culturais! :)

Michelle disse...

Polêmico é a palavra que resume Nelson Rodrigues. Eu adoro.
As peças ainda vão até novembro, Raíssa. É só a exposição no Itaú que termina em breve.
Bjo pra vocês!

Raíssa disse...

Sério? :D êêê! Vai dar pra ver, então! :)