sexta-feira, 27 de julho de 2012

Desafio 7 Clássicos em 2012: O Noviço (Martins Pena)


A trama gira em torno de Ambrósio, um homem ambicioso e sem escrúpulos que se casa por interesse com Florência, viúva rica que tem dois filhos, Emília e Juca, e ainda é tutora do sobrinho órfão e noviço, Carlos. Emília está na idade de casar e, se isso acontecer, um dote será pago ao seu marido. Para evitar a perda de dinheiro, Ambrósio arma um plano e tenta convencer a esposa a enviar Emília ao convento e a fazer com que Juca, de apenas 9 anos, seja frade. A fuga de Carlos do convento e a chegada da ex-mulher de Ambrósio colocam o ardiloso plano em perigo e geram muita confusão.

"No mundo a fortuna é para quem sabe adquiri-la."

A história é uma comédia de costumes dividida em 3 atos e mostra como era a sociedade carioca do início do Século XIX. Martins Pena critica a desorganização dos órgãos públicos, o contrabando de escravos, a burocracia religiosa e os casamentos por interesse, entre outras coisas. O engano é parte essencial desse tipo de história, gerando muitas situações engraçadas e constrangedoras.

Os personagens são caricatos e diversificados: Ambrósio é o safado  e mentiroso. Casou-se com Florência pensando em enriquecer mesmo sendo legalmente casado com Rosa, a quem abandonou no Ceará depois de ter roubado todo o seu dinheiro a pretexto de investimento em Montevidéu; Florência é totalmente ingênua e sugestionável, acha que Ambrósio está apenas pensando no futuro das crianças, já que ter um filho religioso era considerado uma honra; Emília tinha uma paixão correspondida pelo primo Carlos, que abandona o convento para seguir a carreira militar e casar-se com a prima; Juca era novo demais para entender o que se passava e era “comprado” com brinquedos.

Este livro não estava originalmente na lista que elaborei para o Desafio Sete Clássicos em 2012, mas eu estava com um intervalo de poucos dias entre outras leituras obrigatórias e escolhi o título pelo número de páginas e por ser uma leitura leve. Fiquei surpresa com a história e achei bem divertida, ainda que eu não goste muito de ler peças. Uma boa escolha.
**********************

Este post faz parte do Desafio 7 Clássicos em 2012. Para ver minha lista de leitura, clique AQUI. Para conhecer as regras, ler resenhas de outros participantes e participar do Desafio, clique no respectivo banner à direita.
******************

E para quem ainda não viu, esta semana teve indicação de filme lá no Equalize: Love Likes Coincidences. Romance turco bem bacana. Vai lá!

4 comentários:

agnes disse...

alguns clássicos são realmente surpreendentes
às vezes eu tenho certos preconceitos, mas sempre qd leio "descubro" o pq deles terem esse título.. tem alguma razão, né?!
ainda não li 'o noviço', mas se um dia eu encontrá-lo em um sebo, talvez ele tenha uma chance ^^

beijos!

Luara Cardoso disse...

Esse é um clássico que está na minha lista de livros que eu quero ler há tempos.
Espero poder lê-lo em breve. :)

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

andreia inoue disse...

Sempre gostei dos livros indicados pela escola,
infelizmente esse nao li,mais ja esta na lista dos classicos que devo ler.
:D
beijao.
->São quantas paginas,mais ou menos?

Michelle disse...

Pois é. Clássicos não recebem esse título à toa.
Andreia,
Essa edição que eu li tem 3 histórias. Só "O Noviço" tem 95 páginas; o livro todo tem 190 páginas.
bjo