sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Filme: O Abrigo (Take Shelter)


Curtis (Michael Shannon) vive com a esposa, Samantha (Jessica Chastain), e a filha de 6 anos, Hannah (Tova Stewart), no interior de Ohio. Ele é funcionário de uma empresa de extração de areia, enquanto Sam costura em casa e vende seus artigos em uma feira de artesanato nos fins de semana. Eles trabalham duro para juntar dinheiro para as esperadas férias da família na praia e para bancar a cara cirurgia auditiva da filha. Mesmo com uma vida simples, a família é feliz. Ou pelo menos era, até que Curtis começa a ter visões de uma tempestade apocalíptica que se aproxima...

De fato, Ohio é um local propenso a tempestades e tornados. Os moradores precisam ter abrigos nos quintais para se proteger dos acessos de fúria da natureza. No entanto, a tempestade prevista por Curtis vai muito além dos temporais comuns: tem proporções gigantescas, a água é amarela, vem acompanhada de outros sinais do fim do mundo, como bandos de pássaros voando em formações estranhas. E os pesadelos de Curtis o atormentam todas as noites. Ele passa a desconfiar das pessoas, temer o próprio cão, tomar atitudes desesperadas para construir um superabrigo no jardim. Assim, acaba afastando os amigos e assustando a esposa e a filha.


Curtis tem um histórico familiar de esquizofrenia. Então, o limite que divide o que é real e o que é imaginação é muito tênue. Não dá para saber até onde previsão de tempestade é real e em que momento passa a ser fruto da mente desequilibrada de Curtis. O filme consegue prender a atenção e manter o suspense até o fim. Senti um misto de pena de Curtis, por agir de forma amalucada por causa da doença, e também raiva, por todos os problemas que ele causa à família.


Enfim... um ótimo filme que merecia mais atenção por parte da distribuidora no Brasil. E mais uma grande injustiça do Oscar, que não indicou esse brilhante trabalho de Michael Shannon na última edição.

7 comentários:

silencereports disse...

Que filme tenso, Mi. Tramas assim causam mesmo um sentimento ambíguo no espectador, já que você vê de dentro o que está acontecendo com a personagem e sofre com as reações das pessoas que a rodeiam, que geralmente não entendem o que se passa.
Mais uma para a minha lista de Must See!
Beijão!

Luara Cardoso disse...

Pelo que você disse realmente é uma baita injustiça esse filme não ser mais divulgado! Eu mesma não o conhecia e já estou morrendo de vontade de ver.

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Angélica Roz disse...

Oi Michelle!

Nossa, parece ser muito bom!!
Realmente não está sendo muito divulgado, porque eu nem ouvi falar... :/

Beijos!

Michelle disse...

É realmente uma pena que não tenha sido divulgado. É um suspense psicológico muito bom. Prato cheio para quem gosta do gênero!

EDIMAR disse...

O final e um pouco triste,quando ele mergulha totalmente na
. Mas ainda assim e um ótimo filme.

Jefferson Wesley disse...

Eu assisti o filme e pelo que entendi a previsão dele estava certa e isso mesmo ?

Arthur Franco de Lima Junior disse...

Adorei!!!