quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Série: Adorável Psicose


Natália (Natália Klein) é uma jovem de vinte e poucos anos que adora dramatizar as situações e que vê dilema em tudo. Sua obsessão com pequenos detalhes faz com que aja como uma psicótica. Tentando aplacar a paranoia e resolver suas dúvidas existenciais, ela começa a fazer terapia com a Dra. Frida (Juliana Guimarães), psicóloga que, apesar do ar imponente e de superioridade, no fundo é tão "normal" quanto seus pacientes. E é nas sessões de terapia que Natália narra suas aventuras para encontrar um emprego, os problemas amorosos e histórias corriqueiras que vivencia com os amigos.



“Adorável Psicose”, a série, nasceu do blog de mesmo nome, mantido por Natália Klein, que também faz as vezes de blogueira, redatora e atriz. Com um visual anos 50-60 retrô, Natália é uma pin-up moderna que sofre com os problemas femininos atuais. Seus fiéis escudeiros são Carol (Carol Portes), amiga que está sempre apresentando pretendentes a Natália, e Diogo (Raoni Seixas), o amigo gay que não entende o motivo de tanta psicose.



Um personagem que merece destaque é o Cara de Bigode (Lucas Oradovshi), também conhecido como Zingo. Ele sempre aparece repentinamente, nos mais diversos empregos, e leva Natália à loucura com seus acordos que visam "pegar nos peitinhos" da garota. Os dois têm uma relação de amor e ódio muito engraçada e, é claro que, apesar de viver reclamando de Zingo, Natália frequentemente cede aos seus encantos. Outros personagens secundários que completam a afiada equipe do show são Beth (Regiana Antonini), a chefe de Natália, e Gilvanchir, o porteiro do consultório da Dra. Frida.


A série tem um estilo bem peculiar, muitas expressões marcantes e também um encerramento com uma espécie de vídeo caseiro antigo em preto e branco em que um narrador em off resume os acontecimentos do episódio e o que Natália aprendeu com isso. Muito bacana!


A primeira temporada teve apenas 5 episódios e era mais focada na protagonista. A segunda temporada teve 16 episódios e deu maior importância aos outros personagens, tornando-se ainda mais divertida. Atualmente, o Multishow exibe a terceira temporada às 23 horas das quintas, com reprise em vários horários alternativos. Se você perdeu as duas primeiras temporadas e quer acompanhar desde o início, é só acessar o canal Zingo Schneider do Youtube. O canal NOW da Net HD também oferece a 1ª temporada da série de graça.

E para encerrar o post, nada melhor que uma pérola filosófica de Natália:

"Somos todos pizza no cardápio de alguém. O problema é quando a pizzaria é rodízio"
(Temporada 1, Episódio 4 - A Napolitana)

3 comentários:

Juliana Guedes disse...

Essa série é realmente ótima, eu morro de rir.
a Natália é hilária.
Beijos

Gabriela Orlandin disse...

Essa me pareceu ser uma das séries mais bacanas e diferentes de que ouvi falar ultimamente. Adorei o fato de no final ter uma narração sobre o que a protagonista aprendeu, muito legal isso. Achei tão bacana que a série se originou de um blog, uau! Quando puder, vou assistir, sim!
Bjos.

silencereports disse...

Nossa, me mato de rir com a Natália. Ela é muito exagerada e consegue tornar desastres em pura comédia. Acompanho a série desde a primeira temporada e já gostei desse começo da terceira.
É difícil falar dos personagens, porque considero todos ótimos, engraçadíssimos!
Queremos ver suas impressões sobre a nova temporada, hein!
Beijos