sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Oscar 2014: Gravidade, Capitão Phillips, Trapaça

Dando início à série de posts sobre os Indicados ao Oscar 2014, vou falar sobre uma ficção científica, um drama de ação e uma comédia, todos da categoria de "Melhor Filme". Vamos lá?


Gravidade (Gravity) [México]
Trailer

Sinopse:
A Dra. Ryan Stone (Sandra Bullock) está em sua primeira missão espacial ao lado do veterano Matt Kowalski (George Clooney). Enquanto a dupla realiza manutenção do lado de fora da nave, é atingida por destroços e ambos ficam à deriva. Quando fica claro que o retorno dos dois à nave é impossível, Matt dá prioridade a Ryan, passando instruções sobre o que deve ser feito. Mais difícil do que seguir as orientações técnicas, no entanto, é lidar com o isolamento e com a culpa.

O que eu achei:
Gostei muito da ideia de usar o espaço sideral como metáfora da solidão. Aliás, enquanto assistia ao filme e via Sandra Bullock se desesperar com os problemas técnicos e lutar contra seus próprios demônios, a frase do cartaz de "Alien, O Oitavo Passageiro" não saía da minha cabeça (“No espaço, ninguém pode ouvir você gritar"). O grande trunfo do filme são seus efeitos especiais, os quais não consegui aproveitar, já que não consigo assistir filmes em 3D e vi em casa mesmo. Por isso, achei o filme apenas mediano.


Indicações:
Melhor Filme, Melhor Atriz, Melhor Diretor, Fotografia, Montagem, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Edição de Som, Mixagem de Som, Efeitos Visuais

Minha aposta:
Efeitos Visuais. Talvez Fotografia e Direção de Arte.
***************** 
Capitão Phillips (Captain Phillips) [Inglaterra]
Trailer

Sinopse:
Richard Phillips (Tom Hanks) é um experiente capitão de um cargueiro que faz uma rota perigosa com grande potencial de ataques de piratas. E o inevitável não tarda: duas embarcações de piratas somalianos conseguem chegar até o navio e toda a tripulação fica refém dos ladrões, que querem dinheiro vivo. Com uma frieza inacreditável, o capitão consegue proteger sua equipe e negocia a saída dos saqueadores, mas acaba sendo levado como refém, gerando um filme tenso do início ao fim.

O que eu achei:
O trabalho de Tom Hanks é incrível e o diretor consegue manter o drama e a tensão o tempo todo, o que é de certa forma intensificado pelo espaço diminuto que refém e piratas ocupam no barco de emergência que usam na fuga e pelas situações-limite que vivem (falta de água e de comida, um bandido ferido, calor, divergências entre os piratas, intervenção da marinha americana). Um ótimo filme de ação.


Indicações:
Melhor Filme, Ator Coadjuvante, Roteiro Adaptado, Montagem, Edição de Som, Mixagem de Som

Minha aposta:
Algum prêmio de categorias mais técnicas – Edição de Som, Mixagem de Som
************* 
Trapaça (American Hustle) [Estados Unidos]
Trailer

Sinopse:
Irving Rosenfeld (Christian Bale) e Sydney Prosser (Amy Adams) são amantes e sócios em um negócio de investimento fraudulento. A empreitada vai de vento em popa, até que a dupla é pega em flagrante por Richie DiMaso (Bradley Cooper), agente do FBI, que os obriga a colaborar como infiltrados em uma grande operação para revelar a corrupção na política. Daí em diante, a dupla de golpistas tem que usar toda a sua lábia para desmascarar políticos safados e ainda acaba se envolvendo com a máfia. Eles farão de tudo para cooperar com o FBI e se livrar das grades. Será mesmo?

O que eu achei:
O destaque é a caracterização dos personagens e a aura de breguice e exagero do fim dos anos 70, começo dos anos 80. Christian Bale exibe uma pança de responsa, Amy Adams está lindíssima e sedutora, Bradley Cooper está ridículo de dar dó com seu cabelo de permanente e ainda tem Jennifer Lawrence bancando a esposa entediada e meio doida de Bale, responsável por várias cenas hilárias. Sou suspeita para falar, já que adoro filmes de golpes, mas adorei o filme. Não esperava nada e me diverti horrores.


Indicações:
Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Atriz, Ator Coadjuvante, Atriz Coadjuvante, Diretor, Roteiro Original, Figurino, Montagem, Direção de Arte

Minha aposta:
Figurino, Montagem, Direção de Arte

Semana que vem tem mais.
E vocês, o que viram de bom até agora?

*********************
Para ver a Lista de Indicados ao Oscar 2014 e suas respectivas resenhas, clique AQUI

9 comentários:

Gigi disse...

Eu adoro os filmes que tem o Tom Hanks, vou assistir esse indicado

Sarah disse...

Estou curiosa pra ver Gravidade. Vou ver em casa tb, mas quero ver em 3D pra aproveitar os efeitos. Achei bem interessante essa pegada da solidão no espaço, deve ser pesado ao extremo!

Tb quero ver Trapaça, achei a sinopse bem divertida! E tem o Bradley Cooper, ai ai... mesmo com cabelo ridículo. Aliás, até careca né! :)

Tati disse...

Ainda não vi nenhum desses, mas quero muito ver Trapaça!! Gravidade eu desempolguei pra ver, porque me disseram que é melhor em 3D, você viu assim ou na tv normal? O que achou?
Beijo!

Michelle disse...

Gigi,
Se você é fã do Tom Hanks, com certeza vai gostar desse filme. :)

Sarah,
É muita coisa angustiante de uma vez: falta de gravidade, solidão, falta de ar, um grande universo desconhecido à frente e os próprios temores da protagonista.
Hahaha... sim, Bradley Cooper até de bobs nos cabelos continua gato.

Tati,
Acho que é o tipo de filme (um dos poucos, aliás) em que o 3D é realmente necessário e faz toda a diferença. Infelizmente, eu não consigo ver nada com essa tecnologia. Passo muito mal. Vi o trailer em 2D de Gravidade no cinema e já fiquei tremendamente enjoada, então deixei para ver em casa mesmo. Mas sei que a experiência que eu tive jamais vai se comparar com a de pessoas que assistiram em tela grande e com objetos flutuando perto do rosto, entende? Se você tiver a chance de ver no cinema em 3D, vá! Acho que, apesar de ser uma boa história, grande parte do encanto se perdeu sem os efeitos.

Filipe Mafagafo disse...

Jura que um filme com o Bradley Cooper como principal foi indicado como melhor do ano?


*preconceito cultural ON*


hahahah :P

Adorei o gravidade, vi em casa também, ficou aquela vontade de ter ido ver no cinema :(

Abraços ;)

A Mulher que Ama Livros disse...

Adorei este post

mm amarelo disse...

Michelle, adorei "Gravidade". "Capitão Philips" me surpreendeu muito, esperava algo chatinho, mas o filme funcionou muito bem, na minha opinião. Agora, "Trapaça" vou precisar ver de novo porque estava super dispersa quando vi :(

PS: tudo isso você já sabe, Ahaha!

beijo grande,
Maira

Michelle disse...

Filipe,
Dá um desconto pro Bradley! Ele é lindo de qualquer jeito e o filme é divertido.

Claudia,
:)

Maira,
Eu também achei que Capitão Phillips seria mais chato. No fim, conseguiu prender minha atenção. De Gravidade eu esperava mais. E Trapaça me alegrou, o que já é válido.

Sarah disse...

Voltei para comentar Gravidade, que assisti nesse fim de semana. Vi em 3D, com todos os falados efeitos. E garanto: o filme continua mediano.
A solidão e o desespero da personagem de Sandra são o destaque, mas não precisaria tanto efeito pra destacar isso. Claro, o filme ficou mais "bonito" de se ver com a tecnologia toda. Mas o roteiro meia-boca deixou a desejar.
Fora as falhas: por que o astronauta do Clooney se solta dela, que está com o pé preso e, logo depois, a nave em que ela está fica na mesma situação e ela consegue se soltar? Outra: ela ter sido encontrada rapidinho mesmo vagando a esmo enquanto o Dr Clooney some em segundos quando se solta dela. E, na boa, achei muita zica de uma vez só. Acontece tudo de tudo de uma vez?
Enfim, com certeza eu esperava mais e achei bem justo Sandra não ter ganhado o Oscar. Ok, ela se empenhou pacas, mas o roteiro tb não exigia muito. E tb não mereceria Oscar de melhor filme.
bjos!