segunda-feira, 9 de junho de 2014

Série: Penny Dreadful


“Penny Dreadful” é a série perfeita para qualquer amante de histórias de terror, principalmente aquelas que envolvem personagens saídos de grandes clássicos da literatura de horror do século 19. Tendo como fio condutor um homem que quer recuperar a filha levada por vampiros e se cerca de pessoas que podem ajudá-lo nessa busca, a trama é um mergulho nas ruas escuras e macabras da Londres vitoriana, povoada por seres sobrenaturais e pessoas cheias de segredos perturbadores.

 

Eu sou fã confessa dos grandes monstros da literatura inglesa: Drácula, Frankenstein, Dr. Jekyll/Mr. Hyde. Portanto, quando li a sinopse da série, fiquei superanimada. Até o momento, assistir a quatro episódios e, felizmente, estou adorando. Minha curiosidade e assombro não param de aumentar!


Os eventos iniciais da série ocorrem bem na época do Jack, o Estripador. Uma mulher e sua filha são abduzidas e, mais tarde, encontradas em pedaços. As suspeitas recaem sobre o temido maníaco. No entanto, logo percebemos que há coisas muito mais aterrorizantes rondando as ruas da capital inglesa.


Mr. Malcolm (Timothy Dalton), o explorador em busca da filha desaparecida, faz parte da alta sociedade londrina. Não sabemos muita coisa a seu respeito, só que costumava fazer expedições pela África. Ao seu lado está a misteriosa Vanessa Ives (Eva Green), sensitiva, um canal de comunicação com o além. Até agora, tudo o que sei é que ela incorpora uns espíritos malignos e que as forças do mal têm um grande interesse nela. Tem a ver com mitologia egípcia! Boa coisa não deve vir daí...


Do grupo de Malcolm também faz parte Ethan Chandler (Josh Hartnett), americano que fugiu de sua terra natal por motivos ainda não muito claros. Embora faça de tudo para manter sua pose de durão, tem coração de manteiga e é muito romântico. Não tenho certeza sobre sua essência verdadeira, mas creio que seja um lobisomem ou algo assim.


Por fim, temos Victor Frankenstein (Harry Treadaway), aquele que dá vida a uma criatura feita de pedaços humanos. Acaba se juntando ao bando por necessidade financeira e também por vislumbrar a possibilidade de avançar em suas pesquisas. Aliás, uma das cenas mais bonitas da série até agora foi a do "filho" de Frankenstein ganhando vida. Triste foi conhecer sua primeira criação... (que tem uma vibe meio “O fantasma da ópera”).


A cada episódio, mais personagens intrigantes entram em cena e ficamos conhecendo outros detalhes da vida dos personagens principais. Até Dorian Gray (Reeve Carney) participa da série! Embora seja todo metido a sedutor, o visual “emo" do moço só contribuiu para aumentar minha implicância com a criação de Oscar Wilde.


Enfim... curti muito essa mistureba de referências de terror. Os personagens são carismáticos o suficiente para manter a curiosidade sobre suas histórias pessoais. O visual do programa é um arraso. Cenários macabros e escuros na medida, sem aquele breu exagerado que às vezes nos impede de enxergar as cenas. O luxo da elite londrina contrasta perfeitamente com o submundo sujo e nojento do restante da cidade. E os efeitos especiais convencem e assustam.


A produção do canal Showtime será exibida no Brasil pela HBO, com estreia no dia 13 de junho. Para aqueles que querem mais informações e não aguentam esperar a estreia, dá para acessar o hotsite nacional da série e conferir o primeiro episódio on-line. E quem está acompanhando o programa e gostando, pode se preparar: a segunda temporada já foi confirmada!! Todoscomemora!!!


Para quem quer saber mais sobre a série, indico o hotsite do Showtime. Além dos tradicionais vídeos, fotos e curiosidades de bastidores, o site tem uma parte interativa (demora um pouco para carregar, mas vale a pena), na qual é possível ver o mapa de Londres e explorar cenários como a mansão do Mr. Malcolm, o laboratório do Frankenstein e o teatro, entre outros, tirar sua sorte no tarô e ler poemas de autores como Keats e Byron.

Trailer legendado:


8 comentários:

Melissa Padilha disse...

Oi Mi!!
Poxa estava procurando referências esse final de semana para saber se essa série é boa ou não. Vi numa página falando sobre ela, e fiquei super curiosa justamente por causa desse contexto meio terror da série.
Vou baixar para assistir em breve !!
bjos

Nice disse...

Mi,

comecei a assistir a série, e estava empolgada...mas no 3º episódio travei. Odiei a caracterização do Dorian Gray, pois ao contrario de você, eu adoro o livro do Oscar Wilde e pra mim, eles erraram muito ao colocar o personagem como um mauricinho. Vou tentar prosseguir, mas concordo com você quanto ao clima assustador de Londres. Pode parecer puritanismo, mas acho que as cenas de sensualidade estão um pouco vulgares para o momento onde a história se passa.
Adoro suas críticas. :)
Agora só falta você assistir e criticar FARGO. :)
Beijos

Michelle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Michelle disse...

Melissa,
Se você é fã de terror, não tem como não gostar. Me conta depois!

Nice,
Eu sempre detestei do Dorian Gray, então a caracterização do personagem não me afetou. Quanto ao teor sensual/sexual da série, acho que independe da época. Esse comportamento faz parte dos seres humanos, mas às vezes o enfoque é outro ou a produção pega mais leve. Como a série será exibida pela HBO e envolve vampiros, eu já esperava esse tipo de cena.
E já estou quase terminando de baixar Fargo! Vou postar aqui, claro! :)

livroseoutrasfelicidades disse...

Mi, não sabia dessa série, parece muito bem-feita. Será que fico com muito medo? rsrs

biblioconto disse...

Oi, Michelle! Nossa, não estava dando nada por essa série, acho que impliquei uma vez com as Eva Green na participação dela em Camelot (q desisti de ver depois do primeiro episódio). Essa série aqui parece bem legal, vou mergulhar nela nessas pseudo férias. Obrigada pela dica! :)

Olivia

sofia martínez disse...

O que eu mais gosto sobre Penny Dreadful é de que a definição e caracterização é grande e que faz com que as séries muito apreciado. Eu gosto e acho que vale a pena uma segunda temporada.

Michelle disse...

Julia,
Acho que é mais mistério que terror. Vale tentar.

Olivia,
Assim que soube que falava dos monstros da literatura, fiquei louca para ver. Estou gostando. Espero que goste também.

Sofia,
Sim, a caracterização é muito boa. A segunda temporada já foi confirmada, se não me engano.