segunda-feira, 12 de março de 2012

Eu fui: Morrissey no Espaço das Américas, SP


E lá fui eu, ontem, ao Espaço das Américas assistir ao show de encerramento da passagem do Morrissey pelo Brasil. Entrei por volta das 20:00, ensopada, depois de enfrentar uma fila até que pequena. Eu não tinha ido ao Espaço das Américas depois da reforma. O lugar melhorou muito, piso antiderrapante foi instalado, os pilares que ficavam no meio da pista foram retirados, o número de camarotes diminuiu, os bares contam com uma decoração melhor. Enfim, tinha tudo para ser perfeito, mas...

Não ligaram os telões! Como assim você paga no mínimo R$200,00 de ingresso + R$40,00 de taxa de Inconveniência + R$3,00 de taxa para retirar o ingresso e NÃO LIGAM NEM UM TELÃO?!? Pode parecer bobagem para algumas pessoas, mas, para mim, é absurdo. Com toda a altura que meus pais me deram, só consegui ver que tinha gente no palco na última música!! E nem sei se era o Morrissey e sua banda mesmo, porque podia ser qualquer pessoa... Decepção total.

Quanto ao show em si, foi bom, pelo menos nos quesitos setlist e som, que começou a pipocar mais para o final da noite, mas que, de onde eu estava, não parecia tão distorcido assim no início. Morrissey abriu com “First of the gang to die”, emendou com “You have killed me” e seguiu desfilando hits de sua carreira solo. O ponto alto da noite sem dúvida foi “There is a light that never goes out”, sucesso dos Smiths. O músico foi simpático, embora previsível, em suas frases ensaiadas e incitações do público.

Um bom show para inaugurar a temporada 2012.
Fotos: Terra

2 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Deixei a Bahia
e estive lá ontem,
mas vi tudo muito bem.

Será que foi voce
quem pisou no meu pé?

Nice disse...

Queria ter te encontrado lá, querida...eu também fui...