sexta-feira, 16 de março de 2012

Filme: Mary & Max - Uma amizade diferente


Mary & Max – Uma amizade diferente (Mary & Max) nos mostra como essa relação improvável surgiu entre os protagonistas. Mary Daisy Dinkle (dublada por Toni Collette) era uma garotinha de 8 anos que morava na Austrália, em 1976. Extremamente solitária, passava os dias assistindo ao seu desenho favorito, os Noblets, criando seus próprios brinquedos com sucata e conversando com seu galo de estimação, Ethel. Tinha uma mancha de nascença na testa e, por isso, era zoada por todas as outras crianças. Gostaria de ter amigos e que seus pais prestassem mais atenção nela. Bem longe dali, em Nova York, vivia Max Jerry Horowitz (dublado por Philip Seymour Hoffman), homem de quarenta e poucos anos, que dividia o apartamento com o periquito Mr. Cookie, o gato Hal, alguns peixinhos dourados (que ele tentava manter, mas que sempre acabavam morrendo de um jeito absurdo) e com seu amigo imaginário Ravióli. Em comum com a pequena Mary, a preferência pelo mesmo desenho animado, o vício em chocolate e a solidão.


Fazia tempo que eu queria ver esse filme. Semana passada, descobri que iria passar em um canal da TV a cabo. Apesar de todas as tecnologias atuais, meu estilo de animação preferido ainda é o stop-motion. Não sei explicar. Talvez seja porque ache os personagens mais palpáveis, talvez seja porque a simplicidade é encantadora, enfim... Em Mary & Max essa técnica maravilhosa permitiu a criação de cenários lindos e personagens com um visual intencionalmente tosco. A melancolia dá o tom em paisagens cinzas, em que o pouco colorido que se vê é algum objeto destacado em vermelho, criando um clima noir.

Apesar de ser uma animação, o filme é destinado a adultos, ou, no mínimo a adolescentes, já que trata de temas sérios como solidão, preconceito e religião. O próprio assunto da primeira carta enviada por Mary ao desconhecido Max era “De onde vêm os bebês?”. O comportamento dos pais da Mary também não pode ser considerado exemplar: a mãe bebe xerez o dia todo e roupa coisas nas lojas; o pai, nas raras ocasiões em que está em casa, se tranca no barracão para beber e empalhar animais que encontra mortos pela estrada.

Assuntos atuais são abordados na história aparentemente simples, como bullying, aceitação de si mesmo, busca pela perfeição estética, intolerância, fobias, Síndrome de Asperger e privacidade. Embora a história de uma amizade atípica por correspondência possa parecer ultrapassada, está mais presente que nunca nesses tempos em que todos estão conectados o tempo todo, mas, no fundo, continuam sendo tão solitários quanto antes.

Simples, sincero e emocionante.

Tem trailer AQUI.

8 comentários:

Karla disse...

Michelle,
Adoro quando tem algo de cinema por aqui. Eu ando tão afastada da sétima arte que aproveito para pegar umas dicas legais de filmes no seu blog. Esse é mais um que vou assistir. ontem mesmo vi Zodiaco, filmaço que eu teria deixado passar se não tivesse visto por aqui :)
bjs!

Raíssa disse...

Putz, esse filme j´passou várias vezes na tv a cabo, mas eu sempre perco, assisto só uns pedaços... Queria muito ver tbm, todo mundo fala que é ótimo!

adorei a dica! :D

bjs!

Thaís Cavalcante disse...

Adoro quando entro em um blog que sempre leio e dou de cara com uma indicação de filme. Eu, sinceramente, sou muito perdida nesse meio de filmes e tudo mais. Só sei o que passa no cinema e olhe lá. hahaha

Adorei e não conhecia este! Parece ser bem legal. Acho que vou aproveitar o final de semana sem fazer nada e vê-lo, hein! :D

Um beijão,
Pronome Interrogativo.
http://www.pronomeinterrogativo.com

Michelle disse...

Meninas,
Se eu pudesse, assistiria a um filme por dia, mas nem sempre tenho tempo. É muito bom saber que vocês gostam das dicas e que assistem aos filmes. Esse, especialmente, é muito bacana. Se tiverem a chance de ver, aproveitem.
bjo!

Carlos a.k.a. Dogmático disse...

Com certeza um dos melhores stop motion dos últimos tempos. A animação faz rir e chorar, é linda. Filme de cabeceira.

Kamila Raupp disse...

Oi Michelle!
Adorei a resenha do filme, gosto de filme assim também. Simples e fofos. Irei assisti-lo!

Tem promoção de Páscoa lá no blog, dê uma conferida! (:

Beijos, Kamila
http://vicio-de-leitura.blogspot.com.br/

livroseoutrasfelicidades disse...

Esse filme é tocante. Como você disse, simples e emocionate.
Além de eu adorar animações em stop motion!
Você já viu Wallace and Gromit?

Michelle disse...

O filme é maravilhoso mesmo.
Adoro Wallace and Gromit!