segunda-feira, 21 de maio de 2012

Filme: Flores do Oriente (Jin líng Shí San Chai/The Flowers of War)


O roteiro é baseado no romance “The 13 women of Nanjin”, de Yan Gelin, que conta a história do Massacre de Nanquim, também conhecido como Estupro de Nanquim, iniciado em 13 de dezembro de 1937 em Nanquim, então capital da China, pelo exército imperial japonês. Depois de arrasar Xangai, o exército japonês chega a Nanquim, prendendo e torturando soldados inimigos, matando civis, enterrando crianças vivas e praticando estupro coletivo de garotas e mulheres. Um dos episódios mais vergonhosos da história do Japão.


A narradora da nossa história é Shu (Zhang Xinyi), uma das internas do convento da Catedral Winchester, que era comandado pelo padre Ingleman. Com a morte do padre, chega à cidade o americano John Miller (Christian Bale), coveiro encarregado do enterro. No convento, John descobre que não há o que enterrar, já que o corpo do padre foi atingido por uma bomba e se desfez. Indiferente ao caos instalado no local, John só quer saber de receber seu dinheiro e dar o fora. Todavia, a igreja e o convento estavam sob a guarda de George Chan (Huang Tianyuan), jovem órfão que foi acolhido pelo padre e que passou a ser seu braço direito. Ele se recusa a pagar o coveiro, a menos que ele concorde em ajudá-lo a fugir da cidade com as internas.

Para complicar ainda mais a situação, chega ao convento um grupo de prostitutas que havia feito um acordo com o ex-cozinheiro do local para se esconderem lá até o conflito acabar. A presença das prostitutas causa repulsa nas garotas, pois elas não compreendiam como aquelas mulheres podiam ficar andando pelo convento só de lingerie, porque elas eram tão escandalosas, como podiam se vender por dinheiro. Em meio às brigas pelo porão, discussões sobre o uso do banheiro e investidas de John contra Yu Mo (Ni Ni), a estrela do bordel, um evento põe fim às diferenças e unifica personagens tão distintos: a invasão do convento pelo exército japonês.

Mesmo com o convento sob proteção internacional, o exército japonês desrespeita o acordo e invade o local atrás das internas com a intenção clara de violentá-las sistematicamente. Nessa hora, o John Miller bêbado, interesseiro e mulherengo dá lugar ao John Miller herói, que faz de tudo para proteger as garotas, contando ainda com a sorte de ter o Major Li (Tong Dawei) para desviar a atenção dos soldados japoneses. O Major Li exemplifica bem as condições do exército chinês naquela ocasião: numericamente inferior ao oponente e com desigualdade de armas, mas lutando bravamente até o fim, usando homens-bomba e destruindo tudo que pudesse servir para a reestruturação do inimigo.

Não vou contar mais nada para não estragar a surpresa, mas digo que ainda rola muita coisa antes do final arrebatador. E o diretor Zhang Yimou, disparado o meu preferido entre os orientais, conseguiu mais uma vez fazer um filme tocante, extraindo imagens belíssimas das cenas mais repugnantes. Ao mesmo tempo em que você não suporta ver os horrores da guerra, não quer nem piscar para não perder os belíssimos registros. Uma obra que fala sobre superação das diferenças, de sacrifícios e de colocar o bem-estar dos outros antes do próprio. Maravilhoso!

Outros cartazes pelo mundo:


4 comentários:

Raíssa disse...

Meeeeo, quero MUITO ver esse filme! Achei o visual lindo pelo trailer, lendo sua resenha me deu mais vontade ainda de assistir! *-* Acho que não conheço nada desse diretor... ._. Vou procurar mais coisas dele pra ver!

Adorei o pôster branco e vermelho. *-*

bjs bjs!

lualimaverde disse...

Puxa, eu já ia procurar baixar mas vi que é uma estréia, pena que ainda não chegou aqui na minha cidade. Vou ver com certeza, parece muito bom! Beijinho, Michelle!

Michelle disse...

O pôster da borboleta é meu preferido também, Raíssa! Além disso, acho lindo o da moça de costas, mas sabe como é... para garantir a bilheteria eles colocam o rosto do americano em destaque nos cartazes internacionais.
Lua, o filme está disponível para baixar e eu já tinha até baixado por precaução, para o caso da estreia ser adiada indefinidamente (o que muitas vezes acontece). Mas há certos tipos de filme que prefiro ver na telona para captar os detalhes, e esse é, sem dúvida, o caso aqui. Espero que estreie aí na sua cidade.
Bjo!

sylviacheleiro disse...

Puxa que bom que já tem para baixar.
Estou com um monte de filme indicado pelo seu blog para assistir, agora só tenho mesmo que arrumar um tempinho...
Obrigada mesmo pelas dicas.Estou adorando.
bjs.