segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Desafio Literário 2012: Daytripper (Fábio Moon e Gabriel Bá)


Daytripper nos apresenta o protagonista Brás de Oliva Domingos, jornalista responsável pela seção de obituários do jornal. Ele passa os dias envolvido com a morte e as noites sonhando em ser escritor. Fragmentos de sua vida são mostrados em 10 capítulos que destacam momentos importantes para Brás, acontecimentos e pessoas que o tornaram quem ele é: os pais, os amigos, os amores. Misturando fantasia e realidade, Daytripper é uma reflexão sobre a efemeridade da vida.


O ponto forte de Daytripper é mostrar o dia a dia e eventos comuns que poderiam fazer parte da vida de qualquer um de nós. Dividida em capítulos intitulados com a idade do protagonista na referida ocasião, a história é contada de forma não linear e entrecortada por sonhos do personagem. Ao final de cada capítulo, o obituário do próprio Brás nos leva a pensar sobre como cada ação ou omissão pode mudar o destino de uma pessoa e afetar todos que a cercam. Em vários momentos, não sabemos ao certo o final de qual história é verdadeiro, mas isso não importa, já que todos eles seriam possíveis.

Além do texto profundo, Daytripper encanta pelas ilustrações belíssimas, e o fato de a história ter sido criada pelos brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá e de se passar em várias partes do Brasil torna esta graphic novel ainda mais atraente. Adoro quando uma trama se desenrola na cidade em que moro e ver alguns edifícios e esquinas tão familiares estampados nas páginas de Daytripper foi muito emocionante para mim.

Não tenho muita experiência com graphic novels, e, com certeza, essa foi uma ótima escolha para aprender mais sobre esse estilo de narrativa. Na verdade, gostei tanto que, logo depois de terminar a leitura de Daytripper, fui vasculhar a estante atrás da minha próxima graphic novel.

Algumas imagens para exemplificar o que eu disse sobre Daytripper (clique nas imagens para aumentar):
Linda panorâmica de São Paulo
E seu tradicional e não tão bonito trânsito caótico
Texto que faz refletir
[Transcrição do texto da imagem acima]:
“Vivemos numa sociedade de estranhos. A cada dia, nos sentimos mais distantes um do outro, mais sozinhos, embora cercados por milhões. A cada dia, assistimos nossa cidade se transformar num deserto. Um deserto onde estamos todos perdidos, à procura daquele oásis que preferimos chamar de “amor”. Quanto mais esperamos, mais tudo – e todos – parecem grãos de areia que escorrem pelos nossos dedos até sumir no vento. Como podemos encontrar algo – ou alguém – que não conseguimos mais enxergar, mas que está bem à nossa frente? E como podemos manter aquilo que temos de mais precioso?”

*********

Este post faz parte do Desafio Literário 2012 - Tema de Outubro: Graphic NovelPara ver minha lista de livros selecionados e outras resenhas já postadas, CLIQUE AQUI. 

6 comentários:

João disse...

Essa é uma das opções para minha leitura desse mês no desafio. Até agora só li resenhas MUITO animadoras de Daytripper, então acho que vai acabar sendo minha escolha mesmo!

lualimaverde disse...

Foi uma das minhas leituras preferidas do ano até agora. Muito lindo! =)

Michelle disse...

João,
Acho que não tem como não gostar de Daytripper. Aguarde e verás!

Lua,
Eu me apaixonei pela história, pelas imagens... Entrei no mundo das graphic novels com o pé direito =)

Vivi disse...

Hmmm...o excerto é lindo. Gostei da dica. Fico feliz que o tema lhe tenha servido de estímulo para mais uma rodada de Graphic Novels.

Thaís Cavalcante disse...

Mi, amei a resenha e, como já disse, foi para minha lista de desejados. O traço dos desenhos é lindo.

Um beijão,
Pronome Interrogativo.
www.pronomeinterrogativo.com.br

Michelle disse...

Vivi,
Só tenho a agradecer ao DL por me dar a oportunidade de conhecer esse gênero literário tão legal.

Thaís,
O traço é lindo mesmo. Acho que você vai gostar ;)