segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

O que rolou... Janeiro/2015

Oi, gente!


Como todo começo de ano, janeiro foi um mês bem produtivo. Como sei que a calmaria não dura muito tempo, aproveitei ao máximo o mês passado para ler e conferir filmes. O resultado está depois da quebra :)

Livros

Consegui ler 8 livros em janeiro. Comecei o ano com o maravilhoso “Middlesex”, fiz escolhas ao acaso, tirei alguns da prateleira e, de quebra, coloquei mais um Saramago na minha lista de melhores leituras da vida.


- Middlesex (Jeffrey Eugenides) [Leituras Compartilhadas dos Espanadores]
- Memorial do Convento (José Saramago) [Projeto Ler Saramago]
- Coração Apertado (Marie Ndiaye) [Desafio Mulheres e Páginas]
- Amor nos Tempos de Fúria (Lawrence Ferlinghetti)
- A Hora da Estrela (Clarice Lispector) [Releitura]

* Publicação da resenha de “Hideout” (Masasumi Kakizaki)
* Publicação da resenha de “O Lobo” (Joseph Smith)

Filmes

Janeiro é mês de Maratona do Oscar. Apesar de estar achando tudo “mais ou menos”, meus preferidos até o momento são: “Birdman” e “Whiplash” (na categoria principal), “Para sempre Alice” e “Livre” (na categoria Melhor Atriz) e “O Abutre” (na categoria Injustiçado Pela Não-Indicação para Melhor Ator).


- Guardiões da Galáxia
- Blind
- O Espelho
- O Predestinado
- A Malvada [Projeto Vencedores do Oscar]
- Whiplash
- O Juiz
- A Teoria de Tudo
- Birdman
- Festa no Céu
- Foxcatcher
- Dois Dias, Uma Noite
- O Jogo da Imitação
- Ida
- A Música Nunca Parou
- Boyhood
- Livre

* Para quem quiser saber um pouco mais sobre os filmes, é só acompanhar as postagens no Facebook do blog. Tenho um álbum só para comentar os filmes assistidos no ano.

Séries
Assisti à sensacional “Sonic Highways” e à apaixonante “Mozart in the Jungle”. Comecei ver “American Horror Story – Freak Show”, mas ainda não terminei.

E vocês, o que aprontaram em janeiro?
Beijo e até +!

2 comentários:

Lígia disse...

Quantos filmes! Não sou muito fã do Oscar, mas neste ano teve alguns filmes que me interessaram.

Filipe Mafagafo disse...

Janeiro é uma mês especial para leitores realmente. O seu foi muito bem aproveitado! Eu ainda gostaria de ter lido mais, rs. Mas com o David Coperfield o ritmo não foi muito grande mesmo.

Abraços ;)