segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Leia o Livro, Veja o Filme: À Espera de um Milagre (The Green Mile) - Stephen King

Inicialmente lançado em seis fascículos nos Estados Unidos e depois reunidos como um romance completo, ainda são nítidos a divisão dos livretos e o miniclímax de cada um. No Brasil, o livro foi lançado primeiro como O Corredor da Morte, e só foi rebatizado quando lançaram o filme, em 1999.

Paul Edgecomb, ex-guarda penitenciário responsável pelos condenados à cadeira elétrica, “carinhosamente” chamada de Velha Fagulha, escreve suas memórias em um asilo. Ele relembra os dias que viveu em Cold Mountain cuidando dos presos que ocupavam celas do Bloco E, também conhecido como Corredor da Morte, O Último Quilômetro, O Quilômetro Verde ou Corredor Verde (o tal do Green Mile do título original), pois na referida prisão o temido corredor era de linóleo verde.

A vida de Paul e de seus companheiros de trabalho muda radicalmente com a chegada do prisioneiro John Coffey, um negro de mais de dois metros de altura acusado de matar e estuprar duas garotinhas. Apesar do seu tamanho descomunal e da grave acusação imposta a ele, Paul vê doçura em seu olhar e seus estranhos poderes são apenas mais indícios que levam Edgecomb a investigar melhor o que de fato aconteceu.

O toque sobrenatural de Stephen King só aparece lá pela metade do livro e, para mim, ficou claro de onde veio a ideia da fumaça preta usada em Supernatural para representar demônios saindo do corpo de alguém. O filme é bem fiel ao livro, com uma ou outra adaptação que não comprometem o enredo.

Outro personagem que merece destaque é o Sr. Guizos, o rato que aparece em Cold Mountain e passa a morar na cela de um dos detentos. Muito além de servir como um bichinho de estimação e de diversão para os guardas, ele tem um papel crucial na história e seu destino está intimamente ligado ao de Edgecomb.

Não tem como não se emocionar com esta história, que mostra com sensibilidade e um toque de magia o quanto as aparências enganam e o quão devastadores podem ser os preconceitos. Imperdível!

5 comentários:

andreia inoue disse...

eu vi o filme, tem trechos muito fortes, por isso que nao me animei muito em ler o livro,apesar de achar a historia sensacional.
Em 2012 irei tomar coragem e lerei sim,valeu a dica,
abracao.

Nice disse...

Gosto muito desse filme... :)

Thaís Cavalcante disse...

Michelle, trocou o bg, adorei esse novo!

Bom, sobre a história, acho o Stephen King um escritor incrível, como uma sensibilidade muito no máximo para escrever seus livros e com "À espera de um Milagre" não foi diferente, né? Não há quem tenha visto o filme ou lido o livro e não se emocionado.

Ótima dica Mi! :D

Beijocas!
www.pronomeinterrogativo.com

Kivia Nascentes disse...

Eu nunca li o livro, mas acho o filme sensacional. É tão tão bonito ainda que triste, mas tão cheio de bondade sabe, ainda que com todas as coisas ruins.

beijos querida
ps: tá rolando promoção no blog!

Kivia Nascentes disse...

Nunca li o livro, ms já vi o filme e o acho simplismente sensacional. Ele é tão rico de mensagens. E triste e bonito ao mesmo tempo, cheio de bondade ao lado de tanta perversidade.

beijos querida
ps: tá rolando promoção no blog!