quarta-feira, 21 de agosto de 2013

E o tema é . . . Filmes com Sabor (2)

Cena de 'Toast'

E não é que hoje, mais de um ano após a postagem da parte 1 dos “Filmes com sabor”, eu finalmente resolvi publicar mais algumas indicações? Para quem não sabe, sou louca por histórias que envolvam comida, tanto em livros quanto em filmes. Acho o ritual de preparação e a simbologia incríveis. Para quem não viu a parte 1, é só clicar AQUI. E fiquem à vontade para consultar o menu do dia. Bon appétit!

Românticos Anônimos (Les Émotifs Anonymes, 2010) [França]
Angélique (Isabelle Carré) é uma garota muito romântica que frequenta um grupo de apoio de "Românticos Anônimos". É também uma talentosa chocolatier, ou seja, uma especialista na história e na fabricação de chocolates, que vai até a fábrica de chocolates de Jean-René (Benoit Poelvoorde) para uma entrevista de emprego. Um mal-entendido faz com que Angélique seja contratada como representante comercial e ela, com sua enorme timidez, fica sem graça de desfazer a confusão. Jean-René, por sua vez, se interessa por Angélique e também é um romântico incorrigível, mas sofre de timidez crônica. O que esperar deste filme? Uma comédia romântica tão gostosa quanto uma caixa de bombons e doces de dar água na boca. O visual também é bem bonitinho e a música de abertura animada lembra a trilha de grandes musicais. Recomendo!

Garçonete (Waitress, 2007) [Estados Unidos]
Jenna Hunterson (Keri Russell) tem um dom: fazer as mais diversas e incríveis tortas. Com seus quitutes, ela alegra os dias dos vários fregueses da loja de tortas em que trabalha. No entanto, felicidade é algo que ela mesma não conhece há anos: vive com o marido machista e violento, que a controla pegando todo o dinheiro que ela ganha no trabalho, e agora, para piorar, ela descobre que está grávida. Com a gravidez indesejada, vai por água abaixo o plano de Jenna de participar de um concurso de tortas, ganhar o prêmio, fugir de casa e começar uma vida nova. No entanto, o que parece ser o fim de um sonho pode ser a chave para sua concretização. O filme é mediano, mas mostra como o inesperado muda a vida não só de Jenna, mas de todos os personagens desesperançados da trama. As tortas de Jenna são um atrativo à parte. Com sabores inusitados e nomes para lá de criativos, é impossível não salivar assistindo a este filme.
[#vejamaismulheres]

Toast (Toast, 2010) [Inglaterra]
Esse é o meu filme favorito desta lista e considero um crime não ter sido devidamente divulgado por aqui. Baseado na biografia do cozinheiro e crítico culinário inglês Nigel Slater, o filme conta sua história desde a infância, quando o menino sofria com a falta de habilidade culinária da mãe, que só acreditava em comida industrializada e se limitava a “cozinhar” torradas. Com a morte precoce da mãe, Nigel, que não tinha um bom relacionamento com o pai, se vê diante de um dilema com a nova empregada, a Sra. Potter (vivida por Helena Bonham Carter): ao mesmo tempo em que tem que disputar a já escassa atenção do pai com ela, fica encantado com o universo de delícias que ela lhe oferece (a Sra. Potter é uma cozinheira de mão cheia). Passado entre o finzinho da década de 50 e o início dos anos 60, o filme tem um visual delicado, uma trilha sonora linda e guloseimas de babar. As cenas do pequeno Nigel tentando convencer a mãe a comprar ingredientes frescos na mercearia e a fazer um bolo são divertidíssimas! Helena Bonham Carter mais uma vez dá um show no papel da empregada saidinha e ardilosa. Uma delícia de filme!
[#vejamaismulheres]

O Sabor de uma Paixão (The Ramen Girl, 2008) [Estados Unidos]
Abby (Brittany Murphy) se muda para Tóquio com o namorado. Perdida em uma terra desconhecida e sem falar uma palavra do idioma local, sua vida se complica ainda mais quando o namorado é transferido para outra cidade e a deixa para trás. Numa noite chuvosa, andando sem rumo e sem esperança, ela acaba em um restaurante típico de ramen, e fica maravilhada com o poder da comida. Desde então, Abby passa a ajudar diariamente no restaurante, se submetendo ao serviço pesado e às tarefas ingratas impostos pelo chef (um "mestre Myiagi” versão cozinheiro), tudo para alcançar seu audacioso objetivo: vencer o tradicional e disputadíssimo concurso de ramen. Apesar de uns furos de roteiro risíveis, como o fato de Abby não saber nada de japonês e, de repente, tornar-se fluente, o filme é gostoso de assistir. As trapalhadas de Abby são divertidas e a história ainda fala da importância das tradições e de colocar uma parte de si nos pratos preparados. Uma ótima opção para uma tarde chuvosa.

Tá Chovendo Hambúrguer (Cloudy with a Chance of Meatballs, 2009) [Estados Unidos]
Eu já falei desse filme aqui, mas, com a continuação prevista para estrear ainda este ano, vale a pena relembrar e indicar para quem ainda não viu. A história é simples: o jovem cientista Flint Lockwood quer ter seu nome imortalizado entre a população da pequena ilha de Boca Grande. Um dia, consegue realizar uma proeza: constrói uma máquina que transforma a água de chuva acumulada nas nuvens em comida. Se, por um lado, ele vira o herói local por resolver o problema de falta de peixe (a base da economia da cidade), por outro lado, sua invenção tem sérios efeitos colaterais e coloca toda a população em perigo. Com um ponto de partida claramente infantil (quem não gostaria de nadar em uma piscina de chocolate e colher sorvetes diretamente das árvores?), o filme aborda de forma divertida as consequências das interferências humanas na natureza. Instrutivo e engraçado. Quero ver a parte 2.


E vocês, curtem filminhos culinários?
Beijo!

8 comentários:

Carissa Vieira disse...

Assisti O sabor da paixão. Os outros não vi, mas quero.

Beijos,
Carissa

Lígia disse...

Muito legal a lista! Não vi nenhum desses filmes, mas tenho vontade de assistir Toast e fiquei curiosa em relação ao Românticos Anônimos (só porque tem chocolate, rs). Não sou particularmente fascinada por comida, mas é um tema que me agrada no cinema e na literatura.

Luara Cardoso disse...

E eu que nunca vi nenhum desses filmes? HAHAHA Fiquei interessante em Toast.
O único que já foi Julie & Julie. :)

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

livroseoutrasfelicidades disse...

Eu adorei "Garçonete"! Talvez porque eu era viciada em Felicity e a vejo toda vez que a Keri Russel aparece na tela...rsrs... Esse "Toast" deve ser ótimo, quero ver quando tiver tempo.
Muito boa sua lista!

Maura C. Parvatis disse...

Que delícia de postagem!
Dos filmes apresentados só assisti "Garçonete" e achei bem bonitinho, rs.
Fiquei totalmente sem vontade em conferir "O Sabor de uma Paixão", por culpa do enorme furo de roteiro, do nada ela se torna fluente numa língua que não entendia, oi?! Mas é Brittany Murphy, talvez eu dê uma chance pra ver essa atriz que gostava tanto ;)
Os outros filmes vou querer assistir o/

Melissa Padilha disse...

Eu adoro filmes culinários, desses que vc postou, acho que só Tá Chovendo Hambúrguer, mas o que me veio a cabeça foi Chocolate com a Juliete Binoche e Johnny Depp.
Vou anotar a lista para ver depois todos esses filmes.
bjos
Melissa

schrotz disse...

Eu adoro filmes com essa temática, mesmo~, mas você me apresentou a muitos que eu não conhecia, tipo esse da Brittany Murphy e Românticos Anônimos. Mas eu tenho um filme qie está entre os favoritos e é com esse tema, o filme é Sem Reservas, já viu? Eu acho um amor e eu amo, amo, amo esse filme, HAHAHA
Beijos!
http://literallypitseleh.blogspot.com.br/

Michelle disse...

Carissa,
Vai fundo. Depois fala se gostou ;)

Lígia,
Senta para assistir com uma caixa de bombom por perto, viu?

Luara,
Julia & Julie é muito bom! E Toast é amor demais!

Julia,
Toast é uma delícia. E aquelas tortas que aparecem em Garçonete? Meu Deus!

Maura,
Essa coisa de personagem começar falando uma língua e de repente mudar, ou, no caso, não entende outro idioma e do nada ficar fluente me irrita muito. Infelizmente, é bem comum :(

Melissa,
Chocolate está na parte 1 da lista. Mas a Juliette Binoche estraga meu paladar...haha

Schrotz,
Já vi sim, ele está na parte 1 da lista. É uma refilmagem de outro, na verdade. Quero ver o original ;)