quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Leitura em Curso: 1001 Livros Para Ler Antes de Morrer / 501 Grandes Escritores


Há umas duas semanas, comprei dois livros que são o sonho de qualquer apaixonado por literatura: 1001 Livros para Ler Antes de Morrer e 501 Grandes Escritores. Desde então, sempre que tenho um tempinho dou uma folheada nos exemplares e leio algumas indicações. Neste post, minhas primeiras impressões sobre as listas.

A principal diferença que notei entre os livros é que o 501 Grandes Escritores, como o próprio nome diz, apresenta uma lista de autores e suas obras, bem como sua influência no mundo das artes. Um exemplo: Cervantes e o clássico "Dom Quixote", que inspirou pintores como Salvador Dalí e Picasso, diversas adaptações cinematográficas, autores como Dostoievski (na criação do personagem principal de "O Idiota") e compositores como Richard Strauss.


Outra diferença é que o 501 Grandes Escritores inclui uma vasta lista de autores mais clássicos, como os gregos Homero (Ilíada, Odisseia), Eurípides (Medeia, Electra, As Bacantes) e Platão (A República, O Banquete), além de ícones como Shakespeare e La Fontaine, enquanto o 1001 Livros foca em obras mais variadas e atuais.

É legal observar que a edição brasileira do 501 Grandes Escritores contém um anexo com 24 autores fundamentais do nosso país, como Monteiro Lobato, Nelson Rodrigues, Clarice Lispector e Rachel de Queiroz, entre outros. A edição inglesa só inclui 3 brasileiros na lista: Machado de Assis, Jorge Amado e Paulo Coelho.


Aliás, Paulo Coelho também está presente no 1001 Livros, com “Veronika Decide Morrer”. Interessante ver como o autor brasileiro que mais vende livros fora do país é ignorado (e às vezes execrado) em sua terra natal. Confesso que nunca li nenhum dos seus livros por achar que o tema não me agradaria (não sou do tipo mística ou espiritualizada), mas pretendo dar uma chance ao título acima (que me parece o menos místico).

Já no 1001 Livros, os títulos foram escolhidos por críticos, acadêmicos, romancistas, poetas e jornalistas literários e organizados por data de publicação e incluem clássicos atemporais, revelações, ganhadores de prêmios e títulos relativamente desconhecidos. Particularmente, gosto mais dessa seleção, e já me peguei contando quantos da lista eu já li (44 até agora). Obviamente, não pretendo ler os 1001 livros, mas grande parte deles já estava na minha lista de leitura e muitos outros acabaram de entrar. E a primeira obra que deve ser lida antes de partirmos dessa para melhor é... “As Mil e Uma Noites”, justamente um dos livros que planejo começar a ler no ano que vem.


Gostei muito da organização dos títulos e das ilustrações. Outra coisa que me agradou é a informação do título dos filmes para as histórias já adaptadas. Também fiquei muito feliz em ver que diversos livros que li ou vou ler este ano para o Charlie’s Booklist fazem parte da seleção, entre eles “O Sol é Para Todos”, “On the Road”, “O Apanhador no Campo de Centeio” e “Almoço Nu” (o próximo da lista).

Além disso, foi muito bom saber que alguns livros que escolhi aleatoriamente para ler (e que adorei conhecer) também foram selecionados para integrar a lista dos 1001 ‘obrigatórios’: “A Mulher do Meio Dia”, “A Elegância do Ouriço”, “O Tigre Branco”, entre outros.

Enfim... está sendo ótimo conhecer novas indicações e saber a opinião de quem entende do assunto sobre obras conhecidas.

E vocês, curtem uma listinha?

Beijo e até+!

7 comentários:

Maura C. Parvatis disse...

Michelle, adoro uma listinha!
Uma que me baseio é das 100 obras essenciais da literatura brasileira, eu até tenho colada essa lista na porta do meu guarda-roupa, hehe, espero ler todas esses livros essenciais antes dos 40 xD
Gostei da sua apresentação de ambos os livros, eu me interesso bem mais pelo 1001 livros, mas o 501 Grandes Escritores me chama atenção porque dá para conhecer mais sobre alguns escritores que talvez, eu nunca leia nada...
Boas leituras!

Beigos!

Sarah disse...

Adorei o 1001 Livros! Com certeza ia folhear já "ticando" quais já li...

Taciele Morais disse...


Oi, Mi!
Eu adoro uma lista e se antes eu já queria muito esses dois livros, agora que você contou um pouco mais sobre eles a vontade só aumentou! Provavelmente vou acabar adquirindo os dois de uma vez só, já que gostei dos dois rs. Já a minha 'listinha' particular só cresce; é tirando um e acrescentando vários. Somando com os que virão desses dois livros, então... haha
Estou me coçando pra ler As Mil e Uma Noites, a vontade que eu tenho é jogar toda a meta pro alto e atacar os quatro livros de uma só vez! Mas, com toda a certeza, do ano que vem não passa!
Beijos e boas leituras! =)

Michelle disse...

Maura,
Gostei da ideia de colar a lista na porta do guarda-roupa. Só imagino colar a lista de 1001...haha. Haja porta!

Sarah,
Eu já leio com o bloquinho de post-it do lado!

Taci,
Eu acho legal ter os dois, eles se complementam. Nem me fale de lista que não para de crescer! Eu estou louca para começar a ler As Mil e Uma Noites. Vamos ler juntas no ano que vem!

lulunettes disse...

O bom que os dois livros se complementam. Dá para extrair o quem tem de melhor em cada ^^ Desde que eu me entendo por gente “As Mil e Uma Noites” é o livro que mais ouço falar (minha mãe, professores de história e até o amigo imaginário, rs). Quando aquele Box lindão estiver novamente em promoção, eu levo.
Abraços!

Michelle disse...

Lulu,
O Mil e Uma Noites faz parte do inconsciente coletivo. Todo mundo conhece pelo menos uma das histórias do livro. E aquele box é uma lindeza!

Angélica Roz disse...

Oi Michelle!

Eu adoro esses dois livros! \o/

Eu os deixo bem à mão na estante da sala para fazer assim como você... dar uma folheada de vez em quando e ver o que eu pretendo ler...

Entre os dois, gostei mais do 1001 livros! É um capricho só!!

Ownnnn, eu amooo A Elegância do Ouriço! Que livro gostoso né?

Também tenho muita vontade de ler O sol é para todos. O apanhador no campo de centeio li e não gostei muito... Não que seja ruim, mas eu esperava mais.
Enfim... tem muita dica legal nesses livros!! :D

Adorei o post!

Bjss!